Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 17 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Simone acusa oposição de forjar denúncias para prejudicar André

23 Jul 2010 - 13h37Por Fátima News

A candidata a vice-governadora da Coligação Amor, Trabalho e Fé, Simone Tebet, acusa a coligação encabeçada pelo ex-governador Zeca do PT de manipular informações e forjar denúncias na tentativa de prejudicaar a candidatura do governador André Puccinelli, valendo-se de  uma suposta espionagem em seus comitês e distorcendo incidentes como o ocorrido na quarta-feira à noite na feira do Jardim Aero Rancho, quando o governador foi agredido. Segundo ela, “não foi mera coincidência que a notícia veiculada num jornal de circulação nacional seja de autoria do marido da assessora de imprensa de um dos candidatos ao Senado da oposição“.

 

Quanto àss denuncias de suposta espionagem, Simone lembrou que foi o ex-governador quem usou a PM em campanha eleitoral, tendo sido inclusive obrigado a afastar o comandante da corporação pela Justiça Eleitoral em 2002, quando foi candidato a governador. Não só há documentos, como decisões judiciais demonstrando que o ex-governador  Zeca do PT na  eleição de 2002,   tentou engajar a corporação no seu projeto de reeleição. No dia 22 de outubro daquele ano, o desembargador Claudionor Miguel Abss Duarte, então corregedor regional da Justiça Eleitoral, acolheu a representação da Procuradoria Regional Eleitoral, determinou o afastamento do comandante da PM para garantir a lisura do processo eleitoral.

 

Quanto ao episódio do Aero Rancho Simone esclareceu: “Fui testemunha do incidente, porque acompanhava o governador na caminhada. Mesmo agredido verbal e fisicamente, em nenhum momento  se alterou, manteve a serenidade. Sua segurança adotou o procedimento de praxe numa circunstância como esta. Imobilizou o rapaz e o levou para a delegacia  para ser  feito o registro da ocorrência”. Para ela há várias evidências de que a coligação adversária montou toda uma logística na tentativa de dar uma dimensão de escândalo ao episódio do Aero Rancho, mobilizando entidades com notórias vinculações com o PT para divulgar a versão mentirosa de que ao invés de vítima, o governador teria sido o agressor.

 

Para Simone não há dúvida que  o ex-governador e o seu partido é que são acostumados a recorrerem  a este tipo de expediente, aparelhando instituições e a máquina pública em favor de seus projetos eleitorais. “A opinião pública não vai se deixar enganar. Sabe da postura e das práticas do governador que nem na definição da sua equipe de secretários aceita a partidarização do processo de escolha dos seus assessores de primeiro escalão”, conclui. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat