Menu
SADER_FULL
sexta, 18 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Servidores federais protestam em frente à sede do PT

27 Jun 2007 - 10h45

Em greve, os servidores do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e dos setores administrativos da Polícia Federal e da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) protestam nesta quarta-feira em frente à sede do PT (Partido dos Trabalhadores) em Campo Grande. Eles manifestam-se contra a falta de acordo com o governo federal e a posição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em cortar o ponto dos servidores em greve.

Pelo menos 80 servidores estão concentrados em frente à sede do PT. Segundo Virgílio Martins, presidente do Sindicato dos Servidores Federais de Mato Grosso do Sul, o objetivo do manifesto de hoje é pressionar o Governo a cumprir as promessas de campanha e atender as reivindicações dos funcionários públicos federais.

Todos os servidores pedem a derrubada do PLP 01/2007, projeto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que prevê que até 2016 todas as despesas da União com pessoal e encargos poderão aumentar, no máximo, a correção da inflação mais 1,5% ao ano, além de reivindicar reajuste salarial.

Este é o terceiro protesto realizado neste mês pelos servidores do Incra. No último dia 22, eles lavaram com água e sal grosso a frente da sede do Instituto na Capital com objetivo de “limpar” o período de problemas políticos enfrentados atualmente.

No dia 15 deste mês, quando o Governo anunciou descontar os dias parados, os servidores radicalizaram a greve e fecharam a sede do Incra impedindo a entrada dos funcionários com “cargos de confiança” de continuar trabalhando.

Os servidores do Incra reclamam porque ainda não receberam propostas do governo federal sobre as reivindicações de reajuste e equiparação de salário entre servidores ativos e aposentados. Eles pedem ainda a reestruturação dos cargos em reforma e desenvolvimento agrário e perito federal agrário, com base nas propostas pela CNASI (Confederação Nacional das Asdsociação dos Servidores do Incra) e Assinagro (Associação Nacional das Associações de Engenheiros Agrônomos do Incra) e elevação do padrão remunerativo e incorporação das gratificações ao rendimento básico.

Já os servidores do setor administrativo da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) reivindicam reajuste de salários, já que hoje o piso salarial da categoria é de R$ 763,00, além de aumento no valor do vale-alimentação, que hoje é de R$ 126, e do pagamento do auxílio-doença. A paralisação afeta os servidores do HU (Hospital Universitário) que já atende com apenas 60% da capacidade e suspendeu as cirurgias eletivas. Recentemente, os servidores foram denunciados no MPF (Ministério Público Federal) por esconder macas e desmontar leitos para atender menos pacientes.

Os servidores do setor administrativo da Polícia Federal também participam do protesto. Como os outros funcionários eles reivindicam recomposição salarial e reestruturação dos planos de cargos e carreiras. Como manifesto, eles também realizam alguns dias de paralisação.

Luciana Aguiar

Os servidores do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) também chegaram a parar, mas voltaram ao trabalho após a votação da Medida Provisória 366, que dividiu o órgão em dois. Entretanto, eles entraram na Justiça contra o governo federal para que não ocorra o corte do salário dos servidores nos dias parados.

 

 

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares