Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 23 de abril de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Serra registra candidatura e diz que campanha custará R$ 180 milhões

6 Jul 2010 - 05h18Por G1

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, apresentou nesta segunda-feira (5) o pedido de registro de candidatura ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Protocolado uma hora antes de encerrar o prazo para formalização das candidaturas, o documento traz a declaração de bens do tucano e de seu vice, o deputado Indio da Costa (DEM-RJ), e prevê estimativa de até R$ 180 milhões de gastos com campanha.

O candidato tucano declarou um patrimônio de R$ 1,42 milhão e o seu vice, de R$ 1,44 milhão. Na sua lista de bens, Serra informou possuir uma casa avaliada em R$ 61 mil, um terreno de R$ 44 mil, três salas comerciais avaliadas em R$ 240 mil e aplicações financeiras que completam o R$ 1,4 milhão declarado à Justiça Eleitoral.

Indio da Costa por sua vez disse ter R$ 401,7 mil em fundos de investimento, dois terrenos avaliados em R$ 460 mil, um ultraleve de R$ 170 mil, um barco de R$ 206 mil, além de ativos financeiros e depósitos bancários.

Os pedidos de registro de candidatura podem ser feitos no TSE até as 19h desta segunda. Com o protocolo da chapa tucana, o processo será entregue à relatoria de um dos ministros do tribunal, que vai analisar os documentos apresentados por Serra e Costa para decidir se concede ou não o registro. A coligação “O Brasil pode mais ”é composta por seis partidos: PSDB, DEM, PPS, PTB, PMN e PTdoB.

O TSE analisa apenas os registros de candidaturas à Presidência. Os pedidos de candidatos aos demais cargos são encaminhados ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de cada estado. Para se habilitarem ao pleito de outubro, os concorrentes ao Palácio do Planalto e aos governos estaduais devem apresentar ao TSE e aos TREs a plataforma de governo, a previsão de gastos para a campanha, a certidão criminal e a declaração de bens, assim como a foto que irá ser utilizada na urna eletrônica.

O TSE tem até o dia 5 de agosto para decidir e publicar as decisões sobre todos os pedidos de registro de candidatura recebidos. Caso a solicitação seja negada, o TSE tem até 19 de agosto para julgar eventuais recursos. Uma lista prévia com todos os políticos que solicitaram registro será divulgada no dia 8 julho pela Justiça Eleitoral e os candidatos que não estiverem no levantamento poderão solicitar sua inclusão até o dia 10 do mesmo mês.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CRÔNICA DA SEMANA
CRÔNICA DA SEMANA: 'Precisamos redescobrir o Brasil', por Luciano Gazola
CRUELDADE
Criança tinha o pênis amarrado com elástico e era torturada pelo pai e a madrasta
MORTE TRÁGICA
Adolescente de 13 anos morre após sofrer queda de bicicleta
ESTAVA FORAGIDO
Homem que matou esposa na Sexta-feira Santa morre em acidente 03 dias depois
FEMINICIDIO
Advogada é assassinada a facadas por marido após discussão
100 LUZ
Giselle Itié lamenta a morte de outro ex-namorado em apenas três meses
CENSURADO
Video com ataques de Olavo a Militares é excluido das Redes de Bolsonaro
DOENÇA DO SÉCULO
Yasmim Gabrielle, do ‘Programa Raul Gil’, se suicida após depressão
FATALIDADE
Bebê morre após ser esquecida pelo pai por três horas dentro do carro
IRRESPONSABILIDADE
Bebê de 1 aninho entra em coma alcoólico após pai dar cachaça com refrigerante