Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Série D: Cene está no Rio para enfrentar Madureira no sábado

27 Jul 2010 - 16h22Por Conesul
Depois do empate em Juiz de Fora-MG contra o Tupi por 1 a 1, a delegação do Cene seguiu direto para a cidade de Mendes-RJ, onde fica concentrada até a partida contra o Madureira pela terceira rodada da Série D do Campeonato Brasileiro.

Para esta partida, o técnico José Macena tem apenas um desfalque certo. O zagueiro Robson, expulso na partida de Juiz de Fora, cumpre suspensão automática. Macena deve definir seu substituto nos trabalho durante a semana.

O time vem treinando no Estádio Municipal de Mendes em dois períodos.

Cene e Madureira estão no Grupo A8 da Série D, junto com Botafogo-SP e Tupi-MG. A liderança da chave está com o time carioca, com seis pontos. Botafogo tem três e Cene e Tupi, um ponto cada. Os dois primeiros avaçam para a próxima fase.

Arbitragem

O jogo entre Madureira-RJ e Cene, sábado às 14h (MS) no Estádio Aniceto Moscoso, no Rio de Janeiro, terá arbitragem paulista. Marcelo Aparecido de Souza apita a partida, auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis e Rogério Pablos Zanardo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico