Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 20 de julho de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Senado dificulta condicional para condenados por crimes hediondos

1 Set 2010 - 12h35Por Terra

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou, nesta quarta-feira, um projeto que aumenta o tempo da pena que condenados por crimes hediondos devem cumprir para ter direito à liberdade condicional. A proposta do senador Hélio Costa (PMDB-MG) é de aumentar esse tempo de dois terços para quatro quintos, ou seja, de 60% para 80% da pena.

Para ser beneficiado pelo regime condicional - quando a liberdade do preso é antecipada mediante o cumprimento de condições -, o condenado também não pode ser reincidente em crimes da mesma natureza. São considerados crimes hediondos a tortura, o tráfico de drogas, terrorismo, estupro e outros.

O projeto é terminativo na CCJ, ou seja, não vai para votação no Plenário, mas deve seguir ainda para apreciação pelas comissões da Câmara.

A liberdade condicional não deve ser confundida com a progressão de regime. No regime condicional, o juiz libera o condenado com base em seu bom comportamento. Ele pode estudar ou trabalhar, mas deve ficar em casa à noite e nos dias de folga e comparecer periodicamente à justiça. No caso da progressão de regime, o condenado é obrigado a passar a noite na prisão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VICENTINA SENDO REPRESENTADA NO RJ
Vicentina será representada no Internacional de Masters South América de Jiu-jitsu no Rio de Janeiro
POLITICA
'Falar que passa-se fome no Brasil é uma grande mentira', afirma Bolsonaro
NOVELA GLOBAL
Maria da Paz se recusa a enxergar caráter de Josiane em 'A dona do pedaço'
REGIME SEMIABERTO
Goleiro Bruno deve sair da cadeia no fim da tarde desta sexta-feira
CASO RARO
Bezerro de seis patas chama atenção moradores de Santa Helena – Veja Vídeo
MONSTRUOSIDADE
Vizinho é preso suspeito de estuprar e estrangular menina de 8 anos
CASA PRÓPRIA
Recurso de R$ 1 bilhão é destinado ao Minha Casa, Minha Vida
VIDA SAUDÁVEL
Homem mais velho do Brasil falece no Rio de Janeiro
BASTA DE IMPRUDÊNCIA
Enlutada pelas mortes, população deixa faixa contra imprudência na PR-082
VIOLENCIA
Motorista atropela manifestantes do MST e mata um idoso