Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Seminário ensina produção agroecológica de hortaliças

20 Jun 2007 - 13h38
No dia 22 de junho, acontece em Sidrolândia o Seminário sobre Sistemas de Produção de Hortaliças do projeto PAIS – Produção Agroecológica Integrada Sustentável. No evento, serão repassadas informações sobre o sistema agroecológico de produção de hortaliças e serão realizadas visitas nas propriedades com o sistema em processo de instalação.
 
O seminário é voltado aos produtores rurais de Miranda, Nioaque e Sidrolândia pertencentes ao programa Unidade Familiar de Produção Agrícola Sustentável – UFPAS. O programa tem como objetivo a sustentabilidade econômica e ecológica dos assentamentos rurais e utiliza como tecnologia o sistema de produção do projeto PAIS.
 
Noventa famílias devem participar do Seminário, que será ministrado pelos palestrantes Marcos Antonio Mariani e Anderson de Souza Almeida. A proposta é apresentar aos produtores a opção de produzir hortaliças de forma agroecológica e sustentável. 
 
O Seminário acontece das 8 às 16 horas, na sede do assentamento do km 388 da Rodovia Campo Grande – Sidrolândia. Estão envolvidos no evento as Prefeituras Municipais de Miranda, Nioaque e Sidrolândia e o Sebrae em Mato Grosso do Sul.
 
Projeto PAIS – O PAIS é um sistema de produção de baixo custo, sem o uso de agrotóxicos, ideal para tornar a atividade produtiva viável e facilmente absorvida pelo agricultor familiar. De acordo com o gestor do programa em Mato Grosso do Sul, Aroldo de Almeida Silva, “o sistema cria condições para melhorar a base alimentar das famílias, gera emprego e renda, favorece a manutenção de cidadãos em suas localidades, e ainda colabora para a preservação do meio ambiente”.
 
Com uma engenharia simples, o sistema de produção, construído em forma circular, é composto por uma horta, um quintal agroflorestal e uma criação de aves caipiras no centro. “Quando esses pilares estão interligados no manejo, as famílias conseguem uma produção diversificada a custo menor”, comenta o engenheiro agrônomo responsável pelo projeto, Aly Ndiaye. 
 
A irrigação é feita de maneira simples e barata, pelo método de gotejamento, e a adubagem através do escoamento do esterco pelo galinheiro. O quintal é uma área complementar, destinada à produção de frutas, grãos e outras culturas, com o objetivo de auxiliar na alimentação da família e dos animais do assentamento. Para um grupo de cinco pessoas é necessário um terreno de aproximadamente cinco mil metros quadrados.
 
 
 
 
 
Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos