Menu
SADER_FULL
domingo, 24 de junho de 2018
PASSARELA
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Sem contraproposta, petroleiros podem parar produção

8 Out 2004 - 16h07
Os trabalhadores da BR Distribuidora estão reunidos em assembléia em frente à fábrica em Duque de Caxias. Eles protestam contra a direção da empresa, que ainda não apresentou uma contraproposta de reajuste salarial. A categoria ameaça fazer greve e reivindica reajuste salarial de 7,81%, mais aumento real de 10% a título de produtividade, a redução da jornada de trabalho para 36 horas semanais e piso salarial mínimo de R$ 1.300,00.

Às 12h, os funcionários da sede da BR Distribuidora, no bairro da Tijuca, também pretendem protestar contra o que consideram descaso da direção da empresa. Ontem, o Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Minérios e Derivados de Petróleo do Rio suspendeu a segunda rodada de negociação salarial meia hora após a abertura do encontro, porque o presidente da BR, Rodolfo Landin, não compareceu à reunião.

A BR Distribuidora possui 1.682 funcionários no Rio, o que representa 45% do quadro de pessoal em todo o país.
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENTRETENIMENTO - SAÚDE
Padre Fábio de Melo sofre da síndrome do pânico e fala como administra a doença
NOVELA GLOBAL
'Segundo Sol': Laureta revela para a família de Rosa que ela é prostituta
GOVENO NÃO CUMPRE
Caminhoneiros anunciam nova paralisação, mas trabalhadores de MS não devem participar
RAIVA HUMANA
Morte de turista por raiva humana é confirmada em Ubatuba
NOVELA GLOBAL
Valentim sofre grave acidente de carro
INACEITAVEL
Mãe de jovem morto no Rio: “É um Estado doente que mata criança com roupa de escola”
HAJA CORAÇÃO
Neymar é o autor do gol mais tardio, em tempo normal, de uma Copa na história
COPA DO MUNDO
No sufoco, Brasil supera a Costa Rica e consegue primeira vitória na Copa do Mundo
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Rosa coloca fim em relação com Ícaro e ele toma atitude
SAUDE
Mulher dá a luz em calçada no Cajuru