Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 19 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Sem contraproposta, petroleiros podem parar produção

8 Out 2004 - 16h07
Os trabalhadores da BR Distribuidora estão reunidos em assembléia em frente à fábrica em Duque de Caxias. Eles protestam contra a direção da empresa, que ainda não apresentou uma contraproposta de reajuste salarial. A categoria ameaça fazer greve e reivindica reajuste salarial de 7,81%, mais aumento real de 10% a título de produtividade, a redução da jornada de trabalho para 36 horas semanais e piso salarial mínimo de R$ 1.300,00.

Às 12h, os funcionários da sede da BR Distribuidora, no bairro da Tijuca, também pretendem protestar contra o que consideram descaso da direção da empresa. Ontem, o Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Minérios e Derivados de Petróleo do Rio suspendeu a segunda rodada de negociação salarial meia hora após a abertura do encontro, porque o presidente da BR, Rodolfo Landin, não compareceu à reunião.

A BR Distribuidora possui 1.682 funcionários no Rio, o que representa 45% do quadro de pessoal em todo o país.
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares