Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 15 de novembro de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Sem combustível, viaturas da PM voltam a parar em Dourados

3 Abr 2007 - 07h40
O fantasma da falta de combustível volta a rondar a polícia do município de Dourados. Ontem, uma viatura da Polícia Militar ficou parada em frente à praça Antônio João, no Centro da cidade, sem combustível suficiente para efetuar as rodas de fiscalização nas escolas, nos bairros e área central da cidade. Os policiais estavam atendendo apenas chamados emergenciais, já que o patrulhamento estava comprometido com a escassez de combustível.
Além disso, pneus carecas, sem condições de uso, são motivos de preocupação para agentes, que  correm diariamente o risco de acidentes, ao transitar com o veículo irregular em diligências. As condições precárias dos veículos e a falta de combustível impede também um atendimento rápido e com mais qualidade à população.
Informações apuradas, apontam ainda que os policiais não recebem fardas novas há dois anos, que deveriam ser substituídas a cada seis meses.
Outro lado
Segundo o comandante da Polícia Militar de Dourados, tenente-coronel Guilherme, disse que as rondas pela cidade estão sendo realizadas com a limitação das condições do combustível atual. Ele explica que um levantamento de ocorrências realizado pela PM confirma que os horários de maior ocorrência de crimes são a partir das 15 horas, tendo como horário de "pico" às 20 horas. De 3.300 casos registrados, cerca 250 são neste período, conforme Guilherme. "Com base na pesquisa, a PM, realiza rondas na parte da manhã, dando prioridade às chamadas de ocorrências. À tarde e no período noturno, o combustível é suficiente para garantir as rondas por toda a cidade", explica.
Mais de 40 ocorrências são registradas por dia em Dourados. Um fato que chama a atenção da polícia é que muitos crimes não estão mais nas ruas, eles acontecem dentro de casa , entre amigos e familiares das vítimas. "Mesmo com todo o trabalho que estamos desenvolvendo é difícil para a Polícia Militar impedir os crimes entre os familiares ou amigos das vítimas, que é o que está contecendo muito na cidade", disse o tenente-coronel. Ele explica que uma maneira de ajudar nesta questão seria um trabalho mais intensivo da polícia, com apoio de entidades para o desarmamento da população.
Quanto ao fardamento dos policiais, o comandante disse que o Estado já está tomando providências. Segundo ele a compra do fardamento passa por um processo de licitação e que em breve as roupas vão estar nas mãos dos policiais. Quanto à quantidade de viaturas nas ruas ele disse que os trabalhos são desenvolvidos com o apoio de oito viaturas além de quatro motocicletas, destinadas ao serviço de abordagens.
 
 
 
Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

IDENIZAÇÃO
Justiça de São Paulo determina bloqueio de passaporte do ex-jogador Roberto Carlos
REVIRAVOLTA
Ex-governadora Rosinha vira doceira e evita falar de política: ‘Tudo deixa trauma’
FUTEBOL BRASILEIRO
Santos precisa se esforçar mais para evitar a perda de uma peça tão importante como Jorge Sampaoli
AUMENTO DE LIMITE
Portaria que aumenta limite de compras no Paraguai é publicada, Confira novo valor
ENSINO ESTADUAL
Em escola, criança é impedida de ir ao banheiro e defeca na roupa
FORÇA DE VONTADE
Mulher proibida de estudar pelo ex-marido faz Enem e retoma sonho
JUSTIÇA
Suspeito de ameaçar Simone e Simaria nas redes sociais é preso no Rio Grande do Sul
RELACIONAMENTO AGRESSIVO
Vanessa Jackson relata agressões do ex-marido: "Tapava minha respiração até eu desmaiar"
ESCÂNDALO
Anitta curte balada em Las Vegas e deixa bumbum à mostra com look transparente
SONHO REALIZADO
Sinha Flor de Fátima do Sul ajuda noivos realizarem sonho em Santiago do Chile