Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 26 de junho de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Sem combustível, viaturas da PM voltam a parar em Dourados

3 Abr 2007 - 07h40
O fantasma da falta de combustível volta a rondar a polícia do município de Dourados. Ontem, uma viatura da Polícia Militar ficou parada em frente à praça Antônio João, no Centro da cidade, sem combustível suficiente para efetuar as rodas de fiscalização nas escolas, nos bairros e área central da cidade. Os policiais estavam atendendo apenas chamados emergenciais, já que o patrulhamento estava comprometido com a escassez de combustível.
Além disso, pneus carecas, sem condições de uso, são motivos de preocupação para agentes, que  correm diariamente o risco de acidentes, ao transitar com o veículo irregular em diligências. As condições precárias dos veículos e a falta de combustível impede também um atendimento rápido e com mais qualidade à população.
Informações apuradas, apontam ainda que os policiais não recebem fardas novas há dois anos, que deveriam ser substituídas a cada seis meses.
Outro lado
Segundo o comandante da Polícia Militar de Dourados, tenente-coronel Guilherme, disse que as rondas pela cidade estão sendo realizadas com a limitação das condições do combustível atual. Ele explica que um levantamento de ocorrências realizado pela PM confirma que os horários de maior ocorrência de crimes são a partir das 15 horas, tendo como horário de "pico" às 20 horas. De 3.300 casos registrados, cerca 250 são neste período, conforme Guilherme. "Com base na pesquisa, a PM, realiza rondas na parte da manhã, dando prioridade às chamadas de ocorrências. À tarde e no período noturno, o combustível é suficiente para garantir as rondas por toda a cidade", explica.
Mais de 40 ocorrências são registradas por dia em Dourados. Um fato que chama a atenção da polícia é que muitos crimes não estão mais nas ruas, eles acontecem dentro de casa , entre amigos e familiares das vítimas. "Mesmo com todo o trabalho que estamos desenvolvendo é difícil para a Polícia Militar impedir os crimes entre os familiares ou amigos das vítimas, que é o que está contecendo muito na cidade", disse o tenente-coronel. Ele explica que uma maneira de ajudar nesta questão seria um trabalho mais intensivo da polícia, com apoio de entidades para o desarmamento da população.
Quanto ao fardamento dos policiais, o comandante disse que o Estado já está tomando providências. Segundo ele a compra do fardamento passa por um processo de licitação e que em breve as roupas vão estar nas mãos dos policiais. Quanto à quantidade de viaturas nas ruas ele disse que os trabalhos são desenvolvidos com o apoio de oito viaturas além de quatro motocicletas, destinadas ao serviço de abordagens.
 
 
 
Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

ALERTA EPIDEMIOLÓGICO
Acadêmico de Medicina morre com suspeita de dengue hemorrágica
INSTINTO ASSASSINO
Jovem leva 23 perfurações pelo corpo dois dias após se separar e fica em coma induzido
CRUELDADE
Adolescentes torturam e matam garota por causa de ciúmes, divulgam vídeo e são apreendidas
HABEAS CORPUS
Segunda Turma do STF mantém Lula preso
TRAGEDIA NA RODOVIA
Uma pessoa morre e cinco feridos após carro da Secretaria de Saúde bater em caminhão
ESCRAVIDÃO
Mulher era mantida em cárcere privado por 20 anos
MONSTRUOSIDADE
Bebê de 9 meses é estuprado e espancado até a morte
QUADRO ESTÁVEL
Após acidente e cirurgia às pressas, Filho de Huck e Angélica deixa UTI
CIGARREIRO
Homem morre após capotar carro carregado com cigarros
ASSÉDIO SEXUAL
Dany Bananinha sofre assédio em praia do Rio e impede nova vitima: 'Me tremi toda'