Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 15 de dezembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Sem combustível, viaturas da PM voltam a parar em Dourados

3 Abr 2007 - 07h40
O fantasma da falta de combustível volta a rondar a polícia do município de Dourados. Ontem, uma viatura da Polícia Militar ficou parada em frente à praça Antônio João, no Centro da cidade, sem combustível suficiente para efetuar as rodas de fiscalização nas escolas, nos bairros e área central da cidade. Os policiais estavam atendendo apenas chamados emergenciais, já que o patrulhamento estava comprometido com a escassez de combustível.
Além disso, pneus carecas, sem condições de uso, são motivos de preocupação para agentes, que  correm diariamente o risco de acidentes, ao transitar com o veículo irregular em diligências. As condições precárias dos veículos e a falta de combustível impede também um atendimento rápido e com mais qualidade à população.
Informações apuradas, apontam ainda que os policiais não recebem fardas novas há dois anos, que deveriam ser substituídas a cada seis meses.
Outro lado
Segundo o comandante da Polícia Militar de Dourados, tenente-coronel Guilherme, disse que as rondas pela cidade estão sendo realizadas com a limitação das condições do combustível atual. Ele explica que um levantamento de ocorrências realizado pela PM confirma que os horários de maior ocorrência de crimes são a partir das 15 horas, tendo como horário de "pico" às 20 horas. De 3.300 casos registrados, cerca 250 são neste período, conforme Guilherme. "Com base na pesquisa, a PM, realiza rondas na parte da manhã, dando prioridade às chamadas de ocorrências. À tarde e no período noturno, o combustível é suficiente para garantir as rondas por toda a cidade", explica.
Mais de 40 ocorrências são registradas por dia em Dourados. Um fato que chama a atenção da polícia é que muitos crimes não estão mais nas ruas, eles acontecem dentro de casa , entre amigos e familiares das vítimas. "Mesmo com todo o trabalho que estamos desenvolvendo é difícil para a Polícia Militar impedir os crimes entre os familiares ou amigos das vítimas, que é o que está contecendo muito na cidade", disse o tenente-coronel. Ele explica que uma maneira de ajudar nesta questão seria um trabalho mais intensivo da polícia, com apoio de entidades para o desarmamento da população.
Quanto ao fardamento dos policiais, o comandante disse que o Estado já está tomando providências. Segundo ele a compra do fardamento passa por um processo de licitação e que em breve as roupas vão estar nas mãos dos policiais. Quanto à quantidade de viaturas nas ruas ele disse que os trabalhos são desenvolvidos com o apoio de oito viaturas além de quatro motocicletas, destinadas ao serviço de abordagens.
 
 
 
Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Robério beija Marcos Paulo e a agride ao descobrir que ela é trans
DESTAQUE MUNDIAL
Dois brasileiros estão no Top 50: melhores professores do mundo
JUSTIÇA - WHATSAPP
Administradora de grupo no WhatsApp, foi “condenada” á pagar 3 mil por discussão de membros
DICAS DE SERVIÇO DE HOSPEDAGEM NA WEB
Vai criar um blog ou um site?, saiba aqui tudo sobre o serviço de hospedagem
ALERTA NA NET
Golpe no WhatsApp engana usuários ao prometer brindes falsos de Natal
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Luz passa mal ao abraçar e beijar a mãe pela primeira vez