Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 18 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Sem acordo, TST vai julgar dissídio da greve no BB

13 Out 2004 - 17h11
A primeira audiência de conciliação entre funcionários em greve e dirigentes do Banco do Brasil não obteve acordo. O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Vantuil Abdala, decidiu julgar até quinta-feira da próxima semana o pedido de dissídio coletivo - recurso usado por trabalhadores ou patrões quando não há acordo nas negociações. O presidente também pediu aos funcionários do Banco do Brasil que voltem ao trabalho.

A direção do Banco do Brasil ofereceu antecipação de 500 reais referente à participação nos lucros de 2005, negociação dos dias parados e manutenção do pré-acordo fechado anteriormente entre bancários e Fenaban (Federação Nacional dos Bancos). O pré-acordo incluía índices de reajuste que variavam entre 8,5 a 12,5% dependendo da faixa salarial.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores das Empresas de Crédito (Contec) aceitou a proposta apresentada pelo ministro Vantuil Abdala de mil reais de abono, compensação dos dias parados e pediu a inclusão de 1% de reajuste no índice acordado anteriormente. A direção do Banco do Brasil, no entanto, discordou da proposta de Abdala e o dissídio coletivo irá a julgamento.
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares