Menu
LIMIT ACADEMIA
sexta, 22 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Selic deve fechar 2010 em 12% ao ano, estimam analistas de mercado

12 Jul 2010 - 09h16Por Agência Brasil
A projeção de analistas do mercado financeiro para a taxa básica de juros, a Selic, ao final de 2010 caiu de 12,13% para 12% ao ano, segundo o boletim Focus, divulgado hoje (12) pelo Banco Central (BC).

Para o fim de 2011, foi mantida em 11,75% ao ano a estimativa para a taxa Selic. Atualmente, a taxa básica está em 10,25% ao ano e a expectativa dos analistas é que na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC, marcada para os dias 20 e 21 deste mês, a Selic seja ajustada para 11% ao ano.

A Selic é um instrumento usado pelo Banco Central para controlar a inflação. Quando a instituição considera que a economia está aquecida e a trajetória de inflação é de alta, eleva a a Selic.

O BC tem que perseguir uma meta de inflação, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que tem centro de 4,5%, com margem de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. Essa meta é válida para este ano e 2011.

Para 2010, a projeção dos analistas para o IPCA caiu de 5,55% para 5,45%. Em 2011, os analistas esperam que a inflação oficial chegue a 4,80%, a mesma estimativa anterior. Essas previsões estão, portanto, acima do centro da meta de inflação.

O boletim Focus também traz projeção para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), que caiu de 9,03% para 8,68%, neste ano, e permaneceu em 5%, em 2011.

A expectativa para o Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M) neste ano também caiu – de 9% para 8,89%. Para o próximo ano, passou de 5% para 5,01%.

A projeção para o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), neste ano, caiu de 5,24% para 5,15%. Para 2011, a estimativa para esse índice permaneceu em 4,50%.

A expectativa dos analistas para os preços administrados permaneceu em 3,60%, em 2010, e caiu de 4,80% para 4,78%, em 2011. Os preços administrados são aqueles cobrados por serviços monitorados, como combustíveis, energia elétrica, telefonia, medicamentos, água, educação, saneamento, transporte urbano coletivo, entre outros

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'