Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 18 de abril de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Secretaria deve assinar acordo para comprar fardas em MS

27 Out 2004 - 17h02
Representantes do Sebrae e dos Sindicatos das Indústrias de Calçados e Vestuário de Mato Grosso do Sul estiveram na manhã de hoje na Secretaria de Justiça e Segurança Pública propondo a assinatura de um convênio entre o Governo estadual e empresas do Estado para a confecção de fardas e coturnos para a PM (Polícia Militar) e Corpo de Bombeiros.
Conforme a assessoria do Governo, o Sebrae/MS é quem intermediará o funcionamento do programa, dando suporte técnico e operacional para que as empresas possam produzir os fardamentos e calçados.
De acordo com o presidente do sindicato, Moacir de Castro, o convênio irá reduzir os gastos com o vestuário em até 20%. Cerca de 15 empresários estiveram no encontro de hoje. A superintendente de Apoio Administrativo e Operacional, Mara Bethânia Gurgel, representou a Secretaria.Para a próxima semana, está marcada uma reunião para tratar do assunto com o secretário Antônio Braga.
 
 
Campo Grande News

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA PARALISAÇÃO
Ala dividida de caminhoneiros falam em greve no próximo dia 29 em todo o Brasil
CAMPO BELO RESORT - PARAÍSO É AQUI
Com noite Árabe e Italiana, PACOTE do dia 03 a 05 de maio já disponível para o Campo Belo Resort
NEGLIGÊNCIA FUNCIONAL
Menino de 12 anos foge de casa, burla esquema de segurança e embarca em avião
DEU RUIM
Vítima reage e mata assaltante que tentava roubar camioneta em Toledo – ASSISTA VÍDEO
PAI MONSTRO
Pai é preso suspeito de estuprar e engravidar a filha de 11 anos
15 METROS DE ALTURA
MILAGRE – Menina de um ano que caiu do 4º andar de prédio não sofreu nenhuma fratura
ACIDENTE NA ESCOLA
Criança de 7 anos tem ferimentos graves após trave de futebol cair em sua cabeça em escola
ESTUPRO
Grávida de 20 anos foi estuprada ao pegar carona. Tarado filmou a ação
ACERTO DE CONTAS
Homem é morto a facadas e tem cadeado colocado na boca
POLEMICA
Funcionária de creche chamada de 'vadia' em faixa exposta em praça de MG recebe apoio