Menu
SADER_FULL
segunda, 17 de junho de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Schumacher vence em casa e iguala recorde de 2002

26 Jul 2004 - 09h09
O alemão Michael Schumacher, da Ferrari, igualou uma de suas principais marcas neste domingo, ao vencer o GP da Alemanha, em Hockenheim. Pilotando em seu país, o hexacampeão mundial conquistou a 11ª vitória em 12 corridas na atual temporada --maior número de triunfos de um piloto em um só ano--, repetindo o desempenho de 2002.

Foi também a 81ª vitória de Schumacher, recordista de triunfos na principal categoria do automobilismo, na carreira. Com o resultado, o piloto se aproximou ainda mais do sétimo título mundial --lidera o campeonato com 110 pontos, contra 74 de Rubens Barrichello, que não pontuou, e 61 do inglês Jenson Button.

O alemão, que largou na pole position, não teve problemas para vencer de ponta a ponta. Já Button, que terminou em segundo, fez uma excelente corrida de recuperação --ele havia sido punido com a perda de dez colocações no grid de largada por ter trocado o motor de sua BAR após o treino de sexta-feira e largou em 13º.

A terceira colocação foi do espanhol Fernando Alonso, da Renault, que havia largado em sexto. O escocês David Coulthard, da McLaren, terminou em quarto. Depois de ocupar a segunda colocação na largada, o colombiano Juan Pablo Montoya, da Williams, ficou em quinto. O australiano Mark Webber, da Jaguar, foi o sexto.

Antonio Pizzonia, da Williams, foi o melhor brasileiro na pista de Hockenheim. Depois de um mau desempenho no treino classificatório de sábado, no qual ficou em 11º, ele se recuperou e, com boas ultrapassagens, garantiu a sétima colocação e dois pontos em sua primeira corrida no ano. A oitava posição e o último ponto em disputa ficaram com o japonês Takuma Sato, da BAR.

Rubens Barrichello teve problemas desde a volta inicial e, pela primeira vez na atual temporada, não conseguiu pontuar, terminando na 12ª colocação. Logo no começo da corrida, ele tocou a McLaren de David Coulthard e precisou ir para os boxes, onde trocou o bico dianteiro de sua Ferrari.

Depois disso, tentou se recuperar, mas o carro continuava apresentando problemas. Na última volta, ele pressionava Sato pela última vaga na zona de pontuação, mas um pneu furado acabou fazendo com que ele fosse ultrapassado por três adversários e tivesse que parar logo depois de receber a bandeirada.

Felipe Massa, da Sauber, veio logo atrás, na 13ª colocação. Cristiano da Matta, da Toyota, abandonou a corrida na metade por causa de um pneu furado.
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

SOLIDARIEDADE
Bebê nasce sem os olhos e mobiliza cidade do Paraná
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai mata filho de quatro anos e se mata por não aceitar fim do relacionamento
ASSASSINATO
Marido da deputada é morto a tiros
MULHER DO PRESIDENTE
Esposa de Jair Bolsonaro cai na internet, fotos íntimas são exibidas e todos ficam sem acreditar
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados
VENENOSA
Agricultor é picado por cobra jararaca
FORÇA DE VONTADE
Advogado que pedia emprego na rua é contratado e ganha pós-graduação
CASO DE POLÍCIA
Filho mata a mãe e rouba seu cartão para comprar cocaína
EQUIPARADO AO RACISMO
Agora Homofobia é crime, STF criminaliza
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos com depressão comete suicídio e choca cidade