MEGA_OKA_CARROS_
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 21 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
23 de Novembro de 2004 13h09

Sarney pede mais um ministério para o PMDB no governo Lula

Um dos principais defensores do governo Lula dentro do PMDB, o presidente do Congresso, senador José Sarney (PMDB-AP), afirmou hoje que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva analisa a possibilidade de oferecer um terceiro ministério para o partido chefiar.

"O presidente é o árbitro para iniciar estas negociações. Ele vai examinar se o PMDB vai ter mais um ministério. Não ouvi isso do presidente, tenho ouvido da imprensa. A expressão do partido eu acho que ele tem que ter um espaço maior. O PMDB é um partido de uma dimensão que hoje é muito importante para a governabilidade do país. Acho que o PMDB tem que ter mais espaço no governo", disse Sarney.

Principal aliado do governo no Congresso, o PMDB comanda dois ministérios --Previdência Social e Comunicações--, possui a maior bancada no Senado, com 23 integrantes, e a segunda maior da Câmara, com 76 deputados.

José Sarney disse ainda que a maioria do PMDB é contrária à convenção nacional do partido, marcada para o dia 12 de dezembro, na qual será votado um possível rompimento com o governo federal.

Segundo ele, a maioria da Comissão Executiva Nacional, formada por 17 diretórios regionais, as bancadas da Câmara e do Senado são contrários ao PMDB deixar o governo.

"Fazer uma convenção para debater esta questão quando a maioria do partido é contra não tem sentido. Este é um gesto pessoal do presidente do PMDB, Michel Temer [SP] que não expressa o pensamento do partido", disse Sarney.

Amanhã, o presidente Lula participará de um almoço com a bancada do PMDB na Câmara, na casa do ministro das Comunicações, Eunício de Oliveira.

Orçamento

O presidente do Senado esteve reunido na manhã desta terça-feira com o presidente Lula, o presidente da Câmara, deputado João Paulo Cunha (PT-SP), o ministro interino do Planejamento, Nelson Machado, o ministro da Casa Civil, José Dirceu, e o ministro da Advocacia Geral da União, Álvaro Augusto Ribeiro da Costa, para debater a execução do Orçamento.

Segundo Sarney, o presidente Lula expôs as dificuldades para execução do Orçamento e não tratou das questões políticas. "Falamos de números não de especulações", disse.
 
 
 
Folha Online
Comentários
Veja Também
LÉO_GÁS_300
Nossa_Lojas
LIMIT ACADEMIA_BOTTON
Últimas Notícias
  
BANNER_LATERAL_ASSOMASUL
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.