Menu
SADER_FULL
RIO_DOURADOS
Busca
SUCURI_MEGA
Brasil

Sarney descarta convocação extraordinária do Congresso

30 Jun 2004 - 14h39
O presidente do Senado Federal, José Sarney (PMDB-AP), disse hoje, após sessão solene do Congresso Nacional destinada à promulgação da Emenda Constitucional nº 44, de 2004, que altera a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), que “não haverá convocação extraordinária do Congresso no mês de julho”.

Sarney disse que espera que o Congresso vote até o daí 8 de julho (quinta-feira da próxima semana) a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2005. Sem essa decisão, o Congresso Nacional não poderá entrar no recesso parlamentar constitucional, entre 1º e 31 de julho. O senador espera que, até lá, também sejam votadas a Lei de Falências e o projeto das parcerias público-privadas (PPP), entre outras matérias.

Segundo Sarney, “é desejo dos senadores que o Congresso termine essa parte do ano com essas votações concluídas”. Com a votação da LDO somente no dia 8, o Congresso poderá realizar sessões sem necessidade de convocação extraordinária pelo presidente da República ou de auto-convocação pelo Congresso.

Sarney anunciou ainda que se reunirá com os líderes partidários para “organizar uma agenda de trabalho a fim de tentar limpar a pauta do plenário na próxima semana, com a realização de um esforço concentrado objetivo”.
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

Perigo da net
Golpe do Bolsa Família se espalha no WhatsApp: 600 mil brasileiros afetados
Milionário(a)
Mega-Sena, concurso 2.034: aposta de SP ganha sozinha
O Apocalipse
Alan (Eduardo Galvão) manda embora Susana (Monica Torres) de sua casa e ela termina o casamento com
Post Polêmico
Caio Blat cria polêmica na Web com post e é chamado de machista por Maria Casadeval
Famosidades
Tratando de um câncer, Mr. Catra perde 35 kg
Novela Global
Fabiana é presa no fim de 'O outro lado do paraíso'
O Apocalipse
Anticristo leva ‘Apocalipse’ à vice-liderança na audiência
Maniaco Sexual
Homem é preso por abusar sexualmente de menina que queria adotar
Lava Jato
Ministros do STF admitem possibilidade de soltura e candidatura de Lula
Brincadeira Fatal
Tragédia: bebê morre esmagado durante brincadeira com carro da família