Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 19 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Sarney descarta convocação extraordinária do Congresso

30 Jun 2004 - 14h39
O presidente do Senado Federal, José Sarney (PMDB-AP), disse hoje, após sessão solene do Congresso Nacional destinada à promulgação da Emenda Constitucional nº 44, de 2004, que altera a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), que “não haverá convocação extraordinária do Congresso no mês de julho”.

Sarney disse que espera que o Congresso vote até o daí 8 de julho (quinta-feira da próxima semana) a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2005. Sem essa decisão, o Congresso Nacional não poderá entrar no recesso parlamentar constitucional, entre 1º e 31 de julho. O senador espera que, até lá, também sejam votadas a Lei de Falências e o projeto das parcerias público-privadas (PPP), entre outras matérias.

Segundo Sarney, “é desejo dos senadores que o Congresso termine essa parte do ano com essas votações concluídas”. Com a votação da LDO somente no dia 8, o Congresso poderá realizar sessões sem necessidade de convocação extraordinária pelo presidente da República ou de auto-convocação pelo Congresso.

Sarney anunciou ainda que se reunirá com os líderes partidários para “organizar uma agenda de trabalho a fim de tentar limpar a pauta do plenário na próxima semana, com a realização de um esforço concentrado objetivo”.
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE FATAL
Adolescente é atropelada quando levava pai em cadeira de rodas, veja o vídeo
VIOLENCIA DOMESTICA
'Não consigo reconhecê-la', diz irmão de mulher espancada no 1° encontro
O REI ROBERTO CARLOS
Roberto Carlos vestiu rosa e se mostrou contrário a projeto de Jair Bolsonaro
BRIGA NO PLANALTO
Magoado e traído, Bebianno não vai poupar filho de Bolsonaro
TRÁGICO
Mãe do piloto de Ricardo Boechat morre três dias após o filho
OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário