Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 22 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

São Paulo tenta compensar perda de 25% de seus gols

1 Set 2004 - 09h25
O São Paulo tentará voltar nesta quarta, às 20h30, contra o Coritiba, no Morumbi, às primeiras colocações do Brasileiro sem o homem responsável por 25% de seus gols nas últimas quatro temporadas.

Sem Luis Fabiano, vendido para o Porto, de Portugal, o time, sétimo colocado, com 45 pontos, perde 40% de seu poderio ofensivo, segundo números do Datafolha.

Maior artilheiro da história do São Paulo em média de gols por partida (0,74), o atacante fez 118 dos 455 gols do time desde 2001.

Nesse período, o São Paulo obteve, com o jogador em campo, 89 vitórias, 31 empates e 40 derrotas, aproveitamento de 62,1% dos pontos. Sem ele, o rendimento caiu para 58,1%, com 34 triunfos, 16 empates e 19 derrotas.

A presença de Luis Fabiano rendia ao time média de 2,28 gols por partida, número que despencou para 1,38 quando ele não atuou.

Nesta temporada, especialmente, o São Paulo vinha se mostrando ainda mais dependente do atacante. Com Luis Fabiano, os são-paulinos obtiveram 73,3% de aproveitamento de pontos.

Sem ele, o número caiu para 53,3%. O atacante jogou 30 das 50 partidas do São Paulo em 2004 e balançou as redes 21 vezes.

Mesmo ausente em 20 confrontos, ele deixou o clube como artilheiro do time no Paulista, na Libertadores e no Brasileiro.

"Com a saída do Luis, a responsabilidade vai aumentar para mim, mas estou pronto", afirmou o atacante Grafite.

Segundo ele, a equipe já aprendeu a atuar sem Luis Fabiano.

"Jogamos muitos jogos sem ele. Acredito que estamos acostumados. Ele ficou muito tempo na seleção e também machucado", completou o atacante, que agora deve ter como companheiro na frente Diego Tardelli, que só anotou três gols nesta temporada.

Nesta quarta, ao menos, ele será titular. Jean e Rondón são os outros homens de frente são-paulinos.

Contra o Coritiba, só o segundo ficará no banco. Jean, assim como o zagueiro Lugano, está suspenso. Dessa forma, o técnico Cuca abrirá mão do esquema com três zagueiros e atuará no 4-4-2.

Enquanto isso, a diretoria são-paulina procura reforços para a seqüência do Brasileiro. A posição de centroavante virou prioridade. Mas, segundo o presidente Marcelo Portugal Gouvêa, está "difícil" encontrar jogadores.

Além de um atacante, o time busca um lateral-esquerdo e um meia. Para a lateral, o clube negocia com o pentacampeão mundial Júnior. A diretoria aguarda até sexta-feira. O prazo para inscrições de atletas no Brasileiro termina 17 de setembro.

O Coritiba, que vem de derrota para o arqui-rival Atlético-PR, terá três desfalques para o jogo contra o São Paulo. Jucemar, com problemas no tornozelo, Alemão, com lesão no joelho, e Pepo, com conjuntivite, estão vetados.

O técnico Antônio Lopes terá a volta do atacante Tuta. Tesser e Tiago Soler disputam a vaga de Jucemar na lateral direita.

SÃO PAULO
Rogério; Cicinho, Rodrigo, Fabão e Fábio Santos; Alê, César Sampaio, Souza e Danilo; Grafite e Diego Tardelli
Técnico: Cuca

CORITIBA
Fernando; Tesser (Tiago Soler), Flávio, Miranda e Adriano; Roberto Brum, Ataliba, Capixaba e Reginaldo Vital; Tuta e Aristizábal
Técnico: Antônio Lopes

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo
Horário: 20h30
Juiz: Leonardo Gaciba da Silva (RS)
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação