Menu
SADER_FULL
quarta, 13 de novembro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Santos não resiste e vende Diego ao Porto

28 Jul 2004 - 07h28
 A venda do meia santista Diego para o Porto será anunciada oficialmente nesta quarta-feira em São Paulo. Nesta terça, dirigentes dos dois clubes passaram a tarde discutindo a transação. O acordo aconteceu quando o clube português aumentou sua oferta pelo jogador em 1 milhão de euros e o Santos concordou em cedê-lo por 8 milhões de euros (cerca de R$ 29,6 milhões). A negociação ainda está pendente de um acordo sobre a forma como o Santos vai receber sua parte, mas dificilmente haverá retrocesso. O contrato do meia com o time português será de 4 anos e ele vai receber US$ 150 mil (R$ 450 mil) mensais.

Inicialmente, o presidente Marcelo Teixeira queria receber à vista a parte do Santos, mas os portugueses propuseram cinco parcelas. À noite, os santistas fizeram nova proposta: três parcelas, sendo a primeira de 1 milhão de euros (cerca de R$ 3,7 milhões) imediatamente e as outras duas de 1,5 milhão de euros (R$ 5,55 milhões), em dezembro deste ano e em março de 2005, respectivamente.

O presidente do Santos ainda tentou cobrir a proposta do Porto e ficar com a outra metade dos direitos federativos do atleta, mas Diego e seu pai, Djair Cunha, se mantiveram firmes na decisão de o jogador se transferir para a Europa. Teixeira deixou o local às 14 horas, bastante irritado. Djair Cunha comentou, no final da tarde: “Não é que o presidente Marcelo Teixeira queira ou não; chegou o momento.”

Há um ano o Tottenham propôs US$ 12 milhões – cerca de R$ 36 milhões – pelo jogador. Teixeira não aceitou e fez acordo para a prorrogação do contrato. O pai do meia teve sua participação nos direitos federativos elevada de 40% para 50%. Se Diego tivesse sido vendido naquela oportunidade, o clube ficaria com US$ 7,2 milhões (R$ 21,6 milhões), bem mais que os US$ 4,8 milhões (R$ 14,4 milhões) que receberá agora.

Diego deixou a reunião sem falar com os jornalistas, como fizera pela manhã, quando se apresentou no CT Rei Pelé. Passou cerca de 15 minutos conversando com os colegas, como sempre brincou com o amigo Robinho e depois passou mais 20 minutos em reunião com Vanderlei Luxemburgo. “Se fosse eu, com 19 anos e jogador de seleção que busca espaço, investiria mais no futebol brasileiro”, disse Luxemburgo, que definiu Elano como o substituto de Diego. Nesta quinta, contra o Coritiba, às 20h30, na Vila Belmiro.

 

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

EXPLORAÇÃO SEXUAL
Brasileiros são condenados por explorar prostitutas e vender drogas em Londres
NOVA LEGENDA
Presidente do PSL-RJ, Flávio Bolsonaro se desfilia do partido e apoiará criação de nova legenda
AMIZADE
Rômulo Estrela dá cadeira de rodas a colega baleado em assalto
SOLIDARIEDADE
Gusttavo Lima para carro e ajuda catador com cão no ombro. Vídeo
NOVELA GLOBAL
Em 'A dona do pedaço', Abel passa no 'teste' e pede Britney em casamento: 'Te amo'
ESPORTE
Flamengo oferece contrato de mais duas temporadas para Jorge Jesus, diz jornal
PRESIDENTE
MP altera jornada de trabalho de bancários e permite abertura de agências aos sábados
ESTELIONATARIA
Advogada de 82 anos é vítima de golpe via WhatsApp com boleto bancário
FAMOSIDADES
Camila Pitanga não demorou a contar à família sobre namoro com a artesã Beatriz Coelho
DESABAFO
Diego Hypólito faz desabafo sobre bullying na ginástica: 'Me espancavam e me humilhavam'