Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 16 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Santos enfrenta o Goiás e a "síndrome da liderança"

24 Jul 2004 - 07h39
Líder, o Santos pega neste sábado, em Goiânia, às 20h30, um Goiás que pode chegar ao primeiro posto do Brasileiro já nesta rodada. Além disso, tenta não sofrer do mal que atacou todos os times que chegaram ao topo do torneio --algo semelhante à síndrome do pânico.

Uma das conseqüências do distúrbio é o doente preferir ficar em casa, devido à ansiedade e à sensação súbita de pânico. Ao sair para a rua, vertigens e desmaios são freqüentes nos pacientes.

Neste Nacional, que já teve oito clubes no primeiro lugar, os líderes jogaram fora de casa 12 vezes. Foram três empates, sete derrotas e apenas dois triunfos.

Primeiro, foi o São Paulo, que venceu o Coritiba, por 2 a 1, em Curitiba, para cair em Belo Horizonte na rodada seguinte, diante do Cruzeiro. O segundo foi o Palmeiras, que bateu o Paraná, mas acabou dando adeus à liderança ao empatar duas vezes consecutivas longe do Parque Antarctica.

Os santistas já conhecem esse mal. Na sua primeira rodada após obter a liderança, o time foi ao Maracanã e levou 1 a 0 do Fluminense. Voltaram ao topo na última rodada depois de vencerem em casa o Criciúma, enquanto o Palmeiras voltou a ser o doente da vez: perdeu por 1 a 0 para o Paysandu, em Belém.

No Serra Dourada, onde o Santos não vence pelo Brasileiro desde 98, o técnico Vanderlei Luxemburgo pode promover a estréia do volante Fabinho, que atuava no Japão. Segundo o clube, a documentação dele está regularizada.

O reforço luta contra Bóvio pela vaga de Preto Casagrande, que não joga devido a lesão na coxa.

Os santistas disputaram uma roda de bobo e um rachão durante o reconhecimento do gramado goiano. Apenas o meia Elano, que se recupera de uma tendinite, treinou à parte, mas vai jogar.

Em quarto lugar e invicto nas nove partidas que disputou em casa (seis vitórias e três empates), o Goiás tem que vencer o Santos e torcer por tropeços de Palmeiras e Ponte Preta para ser líder. O único desfalque do time de Celso Roth é o volante Josué, lesionado.

GOIÁS
Harlei; João Paulo, Renato e André Dias; Paulo Baier, Cléber, Tiago, Rodrigo Tabata e Jadílson; Leandro e Alex Dias.
Técnico: Celso Roth

SANTOS
Tapia, Paulo César, Ávalos, André Luís e Léo; Fabinho (Bóvio), Elano, Ricardinho e Marcinho; Robinho e Deivid.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Local: estádio Serra Dourada, em Goiânia
Horário: 20h30
Juiz: Wagner Tardelli (RJ)
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat