Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 22 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CONTAINER
Brasil

Santos empata e tem duas baixas para decisão

3 Mai 2007 - 08h18

Com um homem a menos desde o começo do segundo tempo, o Santos acabou sofrendo o empate para o Caracas, por 2 a 2, fora de casa, nesta quarta-feira, e perdeu o aproveitamento de 100% na Copa Libertadores 2007.

A equipe alvinegra ainda teve duas baixas para a decisão do Campeonato Paulista, contra o São Caetano, no próximo domingo. Dênis e Antônio Carlos sofreram graves lesões no joelho esquerdo e devem ficar afastados do gramado durante um bom tempo.

As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, na Vila Belmiro. O Santos joga por um empate sem gols ou por 1 a 1, em casa, para garantir uma vaga nas quartas-de-final.

O time santista não sentiu a pressão de jogar fora de casa e começou a partida em cima do Caracas. Logo a 2min, Cléber Santana ajeitou para o meio e soltou a bomba. A bola explodiu no travessão de Toyo.

No minuto seguinte, a equipe alvinegra sofreu a primeira baixa. Dênis escorregou no gramado, depois de receber drible, e ficou sentindo uma lesão no joelho esquerdo, preocupando seus companheiros. Sem condições de voltar, o lateral foi substituído por Dionízio.

Mesmo assim, o time brasileiro seguia melhor. Aos 9min, Marcos Aurélio tabelou com Rodrigo Souto e recebeu na frente. O atacante deu um leve toque, tentando deslocar o goleiro, e mandou para fora.

De tanto tentar, o Santos acabou abrindo o placar aos 15min. Kléber cruzou na entrada da área para Marcos Aurélio que não chegou. A zaga do Caracas não afastou e a bola sobrou para Zé Roberto, livre, bater cruzado e abrir o marcador.

Após o gol, a equipe alvinegra diminuiu o ritmo e viu o Caracas crescer na partida. Aos 31min, após cobrança fechada na área santista, o zagueiro Marcelo cortou antes de Fábio Costa, de cabeça.

Seis minutos mais tarde, o time venezuelano desperdiçou sua melhor chance no primeiro tempo. Velásquez arriscou bom chute da entrada da área e a bola passou raspando o travessão.

Antes de terminar a primeira etapa, o Santos ainda perdeu mais um jogador por lesão. Antônio Carlos pisou de mal jeito no gramado e também saiu com uma contusão no joelho esquerdo, sendo substituído por Ávalos.

Precisando de um resultado bom dentro de casa, o Caracas voltou para o segundo tempo pressionando. Logo no primeiro minuto, González fez cruzamento rasteiro na entrada da pequena área e Fábio Costa caiu para fazer a defesa.

O time venezuelano seguia crescendo na partida. Aos 5min, Ávalos bateu a cabeça com Escobar na meia-lua. Na cobrança de falta, Rey soltou a bomba no canto esquerdo e Fábio Costa fez defesa sensacional, salvando o gol de empate.

A pressão da equipe rubra acabou fazendo efeito. Dionízio cometeu falta feia em Rojas e recebeu o cartão vermelho, após tomar o segundo amarelo. Após muito demora, Velásquez cobrou a falta, a barreira abriu e a bola entrou no canto direito de Fábio Costa.

O gol animou ainda mais a equipe da Venezuela, que seguiu em busca da virada. Aos 14min, Velásquez recebeu nas costas de Ávalos e bateu forte no alto. A bola saiu por cima do travessão.

Porém, mesmo com um jogador a menos, o Santos conseguiu segurar a pressão, mantendo a posse de bola, e foi recompensado aos 18min. Kléber pegou sobra da defesa do Caracas e colocou no ângulo direito de Toyo, marcando um belo gol.

A desvantagem no placar foi uma ducha de água fria no time do Caracas, que era melhor na segunda etapa. Mesmo com um homem a mais, a equipe venezuelana mostra afobação na hora de finalizar.

Aos poucos, o time venezuelano foi se acalmando e passou a pressionar a cansada equipe santista. Aos 32min, Carpintero cabeceou de costas para o gol e exigiu outra grande defesa de Fábio Costa, que tirou com um tapa na bola.

O Caracas acabou conseguindo o empate aos 40min. Confusão na área santista. A bola ficou com Vielma, que bateu cruzado. A bola desviou na zaga e entrou no canto direito.

O Santos ainda tentou ficar novamente em vantagem com boas oportunidades de Rodrigo Tabata e Rodrigo Souto no final do jogo, mas a partida acabou mesmo empatada.

 

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'