Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 19 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Santos e Grêmio prometem duelo ofensivo hoje no Olímpico

30 Mai 2007 - 10h19
O técnico Vanderlei Luxemburgo nunca escondeu que seu maior sonho na carreira, atualmente, é conquistar o título da Copa Libertadores. Para continuar a persegui esse sonho, deve escalar Santos mais ofensivo diante do Grêmio, às 20h45 (horário do Mato Grosso do Sul), no Estádio Olímpico, em Porto Alegre, no primeiro duelo entre ambos na semifinal.
O treinador sabe da força do rival no Sul, mas também tem ciência de que, se sua equipe fizer gols na casa do adversário, terá mais tranqüilidade na decisão da vaga para a final da competição continental. Os dois times buscam a terceira conquista - o Santos foi bi em 62 e 63, enquanto o Grêmio venceu em 83 e 95.
“Todos dizem que nosso empate com o América [0 a 0 no México] foi ruim. Mas é bom sim, e se for por 2 a 2 ainda melhor”, afirmou o técnico, que deve abrir mão do esquema 3-6-1, que utilizou no México, e optar pelo 4-4-2 com o atacante Jonas na vaga de Marcelo. O Santos sofreu para eliminar os mexicanos na Vila justamente por ter abdicado de fazer gols fora. Sofreu 1 a 0 na Vila e só conseguiu os 2 a 1 na etapa final. Agora só fala em quebrar o tabu dos gaúchos, que ainda não sofreram gols em casa.
Luxemburgo, porém, não quis confirmar a escalação. Adotou a tática do mistério, como seu oponente, Mano Menezes. “Todos os atletas aqui têm condições de jogar”, despistou. E brincou sobre o treinador gaúcho. “Ele já está careca. Vamos deixá-lo perder mais alguns fios de cabelo.”
Otimismo no Grêmio
De vereda, marcar um gol nos crioulos, deixar Luxemburgo de guampa torta e se aprochegar da classificação. Calma, o Grêmio não está desrespeitando ou usando discriminação racial. A ordem de Mano Menezes, no bom vocabulário gauchesco, significa fazer um gol imediatamente nos adversários, provenientes de algum lugar, no caso o Santos, deixar o treinador rival mal humorado e se aproximar da vaga.
Divulgação
 
 
“Estamos atuando em casa e temos a obrigação de conquistar um bom resultado”, advertiu Mano. “Será um duelo extremamente parelho e quem sair com vantagem terá mais chances”, seguiu, lembrando das duas vezes em que já enfrentou o Santos de Luxemburgo: vitória por 1 a 0 no Sul e derrota pelo mesmo placar na Vila.
A ordem é sufocar o rival, mas tomando cuidado na defesa. “Não podemos tomar gol de nenhuma forma. Se for para ser empate, que seja por 0 a 0.” O técnico ainda não sabe se terá o meia Tcheco. Mas promete não inventar. Se não contar com o capitão, usará um substituto com características semelhantes. “Nossa tônica sempre foi a organização. Agora não é hora de inventar.”

 

 

Estadão


Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares