Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 18 de agosto de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Salário mínimo pode subir para R$ 281 em 2005, diz Manteiga

31 Ago 2004 - 16h25
O salário mínimo pode ser elevado para R$ 281 no próximo ano, caso as projeções para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e inflação contidas no projeto de Orçamento para 2005 se confirmem. Segundo o ministro do Planejamento, Guido Mantega, que entregou a proposta orçamentária hoje ao Congresso, o reajuste do salário mínimo, atualmente em R$ 260, será vinculado ao crescimento real da economia no próximo ano.

"Com esses parâmetros, teríamos um aumento de 7,5 a 8% do salário mínimo. Para isso, já temos recursos previstos no orçamento", disse o ministro, segundo informações da agência Reuters Investor. A proposta orçamentária prevê crescimento de 4% do PIB em 2005, inflação de 4,5% e crescimento da economia em 4%.

Orçamento segue crescimento da economia
O ministro Guido Mantega entregou ao presidente do Congresso Nacional, senador José Sarney (PMDB-AP), a proposta orçamentária para o próximo ano. Segundo ele, o orçamento "caminha na direção do crescimento que vem sendo apresentado pela economia."

Com base na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) aprovada pelo Congresso, a proposta orçamentária estima as receitas e autoriza as despesas de acordo com a previsão de arrecadação para o próximo ano.

Por determinação constitucional, o governo deve encaminhar o projeto de lei do Orçamento até o dia 31 de agosto de cada ano. No Congresso, deputados e senadores da Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) analisarão a proposta e as emendas. A Constituição determina ainda que o Orçamento deve ser votado até o fim da segunda sessão legislativa ordinária, ou seja, até 15 de dezembro.

Mantega declarou também que o aumento de 5,7% do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre de 2004, em relação ao mesmo período do ano passado, representa um crescimento "consistente" de todos os setores da economia. De acordo com o ministro, o setor de serviços está crescendo junto com o de construção civil. "Nós estamos vivendo um momento muito importante no país", destacou.

O crescimento de 5,7% do PIB - soma de todas as riquezas do país - é o maior registrado desde 1996. O ministro disse que informou os números do PIB ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva na tarde de ontem. Segundo ele, o presidente ficou muito "satisfeito" com a notícia.

 

Terra

Deixe seu Comentário

Leia Também

SIAMESAS
Mulher dá à luz gêmeas siamesas de 3,700KG as duas
ACIDENTE DE TRABALHO
Homem morre ao ser puxado por colheitadeira quando fazia limpeza
TENTATIVA DE HOMICIDIO
Cansada de apanhar mulher desfere golpes de faca em companheiro
POLICIAIS CORRUPTOS
PMs são denunciados por ligação com tráfico; bandidos fizeram foto em caveirão
NOVELA GLOBAL
Camilo descobre segredo de Chiclete e Vivi em 'A dona do pedaço'
LIBERADO
PIS/Pasep para nascidos em agosto já está liberado
ALUCIENÓGENO
Video: Vovó fica doidona ao provar acidentalmente maconha do neto
TARADO AGIU NA IGREJA
Homem é preso após abusar de criança de 4 anos dentro de igreja
CRUELDADE
Adolescente que estava desaparecido foi brutalmente assassinado e queimado
TRAGÉDIA ABSURDA
Homem mata mulher e filha de 11 anos e se mata por não aceitar fim da relacionamento