Menu
SADER_FULL
quinta, 17 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Salário mínimo pode subir para R$ 281 em 2005, diz Manteiga

31 Ago 2004 - 16h25
O salário mínimo pode ser elevado para R$ 281 no próximo ano, caso as projeções para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e inflação contidas no projeto de Orçamento para 2005 se confirmem. Segundo o ministro do Planejamento, Guido Mantega, que entregou a proposta orçamentária hoje ao Congresso, o reajuste do salário mínimo, atualmente em R$ 260, será vinculado ao crescimento real da economia no próximo ano.

"Com esses parâmetros, teríamos um aumento de 7,5 a 8% do salário mínimo. Para isso, já temos recursos previstos no orçamento", disse o ministro, segundo informações da agência Reuters Investor. A proposta orçamentária prevê crescimento de 4% do PIB em 2005, inflação de 4,5% e crescimento da economia em 4%.

Orçamento segue crescimento da economia
O ministro Guido Mantega entregou ao presidente do Congresso Nacional, senador José Sarney (PMDB-AP), a proposta orçamentária para o próximo ano. Segundo ele, o orçamento "caminha na direção do crescimento que vem sendo apresentado pela economia."

Com base na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) aprovada pelo Congresso, a proposta orçamentária estima as receitas e autoriza as despesas de acordo com a previsão de arrecadação para o próximo ano.

Por determinação constitucional, o governo deve encaminhar o projeto de lei do Orçamento até o dia 31 de agosto de cada ano. No Congresso, deputados e senadores da Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) analisarão a proposta e as emendas. A Constituição determina ainda que o Orçamento deve ser votado até o fim da segunda sessão legislativa ordinária, ou seja, até 15 de dezembro.

Mantega declarou também que o aumento de 5,7% do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre de 2004, em relação ao mesmo período do ano passado, representa um crescimento "consistente" de todos os setores da economia. De acordo com o ministro, o setor de serviços está crescendo junto com o de construção civil. "Nós estamos vivendo um momento muito importante no país", destacou.

O crescimento de 5,7% do PIB - soma de todas as riquezas do país - é o maior registrado desde 1996. O ministro disse que informou os números do PIB ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva na tarde de ontem. Segundo ele, o presidente ficou muito "satisfeito" com a notícia.

 

Terra

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem atira em esposa e se mata com granada
SUPERAÇÃO
Pedreiro cadeirante enfrenta difilculdades e sustenta a família trabalhando em obras
GASES MORTAIS
Homem morre após segurar peidos na casa da namorada
REALITY SHOW
'BBB 19': Danrley diz ser virgem, e irmã brinca: 'Nem no signo'