Menu
SADER_FULL
quinta, 21 de março de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Saddam não tinha nem fazia armas proibidas

6 Out 2004 - 14h39
Minando o raciocínio utilizado pela administração Bush para invadir o Iraque, o relatório final do principal inspetor de armas dos Estados Unidos conclui que Saddam Hussein não estava empenhado num programa para desenvolver armas de destruição em massa, mesmo após a partida dos inspetores internacionais, em 1998. O conteúdo do relatório foi comentado por parlamentares americanos e outros funcionários informados sobre o texto.

Em versões preliminares do trabalho, o inspetor de armas Charles Duefler concluía que o Iraque de Saddam não possuía estoques de armas proibidas, mas informava haver sinais de programas desativados que poderiam voltar a atuar se a pressão internacional sobre o Iraque arrefecesse. Duefler está apresentando seu relatório a senadores americanos nesta tarde. A equipe do inspetor de armas compilou um texto de 1.500 páginas depois que o inspetor anterior, David Kay, se demitiu em dezembro, afirmando não haver encontrado armas.

O senador Pat Roberts disse que Duefler descreve a capacidade iraquiana de produzir armas de destruição em massa como "degradada" a partir de 1998.

O relatório é inconclusivo sobre o que teria acontecido com os estoques de armas do início dos anos 90, que podem ter sido destruídas ou transferidas para a Síria, disse Roberts, que é do Partido Republicano, de Bush. A incapacidade do governo iraquiano de explicar o destino das armas para a ONU, ao mesmo tempo em que os inspetores não conseguiam encontrá-las, foi uma das principais fontes de desconfiança da comunidade internacional no período que antecedeu a guerra.

Um senador do Partido Democrata, na oposição, Dick Durbin, disse que o presidente George W. Bush "criou um caso de pior cenário possível com base em virtualmente nenhuma prova". Já o governo dos EUA insiste que Saddam era uma ameaça. "Sabíamos que o ditador tinha uma história de uso de armas de destruição em massa, um longo histórico de ódio e agressão contra os EUA", disse Bush, em um discurso de campanha.

 

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

TERROR NA ESCOLA
Homem é morto a tiros enquanto buscava filho na escola
TARADÃO
‘Peladão’ aterroriza mulheres em bairro nobre
MUNDO MEDONHO
Apaixonada pelo genro, sogra rouba nudes dele no celular da filha
QUEIMOU
Mulher queima partes íntimas do marido ao descobrir que ele abusava da filha – Veja VÍDEO
ASSALTANTES
Ônibus de turismo é parado a tiros por ladrões. Motorista foi baleado
SOFRE BULLYING
Estudante posta foto com pistolas e ameaça invadir escola
DROGAS
Mulher morre após cinco horas de sexo sem interrupção
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
Confira algumas das promoções que O Boticário tem para você em Fátima do Sul
LAVA-JATO
Michel Temer é preso pela Lava Jato; PF faz buscas por Moreira Franco
SORTUDO
Aposta única fatura R$32,7 milhões na Mega-Sena