Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 25 de agosto de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Saddam não tinha nem fazia armas proibidas

6 Out 2004 - 14h39
Minando o raciocínio utilizado pela administração Bush para invadir o Iraque, o relatório final do principal inspetor de armas dos Estados Unidos conclui que Saddam Hussein não estava empenhado num programa para desenvolver armas de destruição em massa, mesmo após a partida dos inspetores internacionais, em 1998. O conteúdo do relatório foi comentado por parlamentares americanos e outros funcionários informados sobre o texto.

Em versões preliminares do trabalho, o inspetor de armas Charles Duefler concluía que o Iraque de Saddam não possuía estoques de armas proibidas, mas informava haver sinais de programas desativados que poderiam voltar a atuar se a pressão internacional sobre o Iraque arrefecesse. Duefler está apresentando seu relatório a senadores americanos nesta tarde. A equipe do inspetor de armas compilou um texto de 1.500 páginas depois que o inspetor anterior, David Kay, se demitiu em dezembro, afirmando não haver encontrado armas.

O senador Pat Roberts disse que Duefler descreve a capacidade iraquiana de produzir armas de destruição em massa como "degradada" a partir de 1998.

O relatório é inconclusivo sobre o que teria acontecido com os estoques de armas do início dos anos 90, que podem ter sido destruídas ou transferidas para a Síria, disse Roberts, que é do Partido Republicano, de Bush. A incapacidade do governo iraquiano de explicar o destino das armas para a ONU, ao mesmo tempo em que os inspetores não conseguiam encontrá-las, foi uma das principais fontes de desconfiança da comunidade internacional no período que antecedeu a guerra.

Um senador do Partido Democrata, na oposição, Dick Durbin, disse que o presidente George W. Bush "criou um caso de pior cenário possível com base em virtualmente nenhuma prova". Já o governo dos EUA insiste que Saddam era uma ameaça. "Sabíamos que o ditador tinha uma história de uso de armas de destruição em massa, um longo histórico de ódio e agressão contra os EUA", disse Bush, em um discurso de campanha.

 

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

A CASA CAIU
Homem pede divórcio ao descobrir que não é pai de nenhum dos nove filhos
ESTADO GRAVE
Homem ateia fogo em mulher e filha de 4 anos 80% do corpo queimado
SURPRESA E FÉ
Homem que morava em uma barraca ganha casa reformada
JUSTIÇA PROPRIAS MÃOS
Suspeito de ter estuprado criança é assassinado por lideranças de bairro
ASSISTA A REPORTAGEM
Família da modelo Mylena Mendes, que morreu em acidente faz protesto no Fórum
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que forjou DNA de Arthur em 'A dona do pedaço'
FOGO NA AMAZONIA
Macron diz que Bolsonaro mentiu, e Europa ameaça retaliar Brasil
TURISMO
Curtir a Cidade Maravilhosa com pacotes de viagens baratos
FUTEBOL - PAIXÃO NACIONAL
Uma estrutura confiável para resultados de futebol
POSSE DE ARMA
Posse de arma em toda extensão da fazenda é aprovada e segue para sanção