Menu
SADER_FULL
terça, 26 de março de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Sábado é dia D contra a paralisia infantil

12 Ago 2010 - 15h46Por Agência Brasil

"Vacinação Infantil. Não vai esquecer a segunda dose, hein?". Com esse mote que serve de alerta aos pais e responsáveis, acontece no sábado (14) a segunda etapa da campanha nacional de vacinação contra a poliomielite. A vacina não apresenta contra-indicações. Porém, é recomendado que as crianças que estejam com febre acima de 38 graus ou com alguma infecção sejam avaliadas por um médico antes de receberem as gotinhas.

A vacina também não é recomendada para crianças que tenham problemas de imunodepressão (como pacientes de câncer e aids ou de outras doenças que afetem o sistema de defesas do organismo).

Em Mato Grosso do Sul, a população de crianças menores de cinco anos a vacinar nessa fase é de 206.035, com meta mínima a atingir de 95%, o que corresponde a 195.734 crianças. Mesmo as que já tenham sido vacinadas anteriormente, devem tomar a dose. Em todo o Brasil, a expectativa é imunizar 14,6 milhões de crianças.

O estado terá em torno de 1.500 postos de vacinação, entre fixos e volantes. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, 3.800 pessoas estarão trabalhando no dia 14 no atendimento. Os pais e responsáveis podem procurar os locais de vacinação a partir das 7h e até às 17h.

Oferecida gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a vacina contra a paralisia infantil é administrada via oral, em gotas, e está disponível durante todo o ano nos postos de saúde para a imunização de rotina. Pelo calendário básico de vacinação, os bebês devem receber a vacina aos dois, quatro e seis meses. Aos 15 meses, as crianças recebem o primeiro reforço.

Porém, é importante que todas as crianças menores de cinco anos (de 0 a 4 anos 11 meses e 29 dias) tomem as duas doses da vacina durante a Campanha Nacional, mesmo que já tenham sido vacinadas anteriormente.

A poliomielite é uma doença infecto-contagiosa grave. Na maioria das vezes, a criança não morre quando é infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia, principalmente nos membros inferiores. A doença é causada e transmitida por um vírus (o poliovírus) e a contaminação se dá principalmente por via oral.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATIMA DO SUL - JULIFRAN
Julifran Restaurante promete chopp grátis a cada gol de Borja sobre Novorizontino
BONITO - MS - AGÊNCIA BONITO ECO TOUR
Faça o que lhe faz bem! Viaje para Bonito MS!
CIUMES
Marido vê foto de outro no celular e agride mulher na cabeça e a joga para fora do carro
ORAÇÕES
Estado de saúde de Cláudia Rodrigues (a diarista) é grave
PAULISTÃO IV
“Hoje foi realmente a estreia do São Paulo”, diz Mancini após vitória
PAULISTÃO III
Carille vê Corinthians abaixo: “Fomos premiados com o empate”
PAULISTÃO II
Com falha e ‘milagre’ de Prass, Palmeiras busca empate com gol de estreante
PAULISTÃO
Santos aproveita falhas do Red Bull e abre boa vantagem no Pacaembu
MOSTRA MONITORAMENTO
Caminhoneiros se mobilizam para nova paralisação
CRIME NA MADRUGADA
Mulher é brutalmente assassinada; carro foi visto deixando o local