Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 16 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Ronaldo quer ficar livre para negociar após 2006

13 Jul 2004 - 07h24
O casamento do atacante Ronaldo com o Real Madrid pode acabar em 2006. Depois da data em que expira seu contrato com o clube espanhol, o astro brasileiro não pretende renovar automaticamente seu compromisso até 2008, como havia acordado verbalmente com os dirigentes.

A decisão de Ronaldo se deve à vontade de o atleta querer cuidar de seus próprios negócios após a Copa do Mundo de 2006. Se a renovação automática fosse feita, o atacante só teria esse direito após 2008.

Assim, a medida não impede que o atacante renove com o próprio Real Madrid, caso o clube espanhol faça a melhor oferta. Por outro lado, Ronaldo também ficaria livre para aceitar outra proposta tentadora.

Depois de quase um mês de férias, Ronaldo se apresentou ao Real Madrid nesta segunda-feira para começar a preparação para a próxima temporada. Na última temporada, o atacante foi o artilheiro do Campeonato Espanhol.

Ronaldo havia sido convidado para participar de uma partida beneficente promovida pelo craque português Figo, mas sua ida foi vetada pelo novo técnico da equipe espanhola, Jose Antonio Camacho.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat