Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 23 de agosto de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Ronaldinho sugere ao Barcelona acerto com Edu

13 Out 2004 - 10h01
O pentacampeão Ronaldinho sugeriu ao seu clube, o Barcelona, da Espanha, a contratação do também brasileiro Edu, que atualmente defende o Arsenal, da Inglaterra.

"O Edu é um jogador de grande qualidade e que pode desempenhar diferentes funções no meio-campo. Claro que gostaria de vê-lo no Barcelona, mas isso não depende de mim", disse.

Ronaldinho e Edu já são companheiros de equipe na Seleção Brasileira. A partir de janeiro, quando o mercado europeu é novamente aberto, os dois poderiam formar parceria também nos gramados espanhóis.

A opinião de Ronaldinho tem peso no Barcelona, já que ele foi o principal responsável por tirar a equipe da crise a partir da metade da última temporada.

Por outro lado, apesar se ser freqüentemente convocado pelo técnico Carlos Alberto Parreira para a Seleção Brasileira, Edu costuma ficar entre os reservas do Arsenal.

Como possui passaporte europeu, Edu pode reforçar a equipe titular dos clubes do Velho Continente sem tirar uma das três vagas disponíveis para os atletas não-comunitários.

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

POSSE DE ARMA
Posse de arma em toda extensão da fazenda é aprovada e segue para sanção
SUICIDIO OU HOMICIDIO
Advogada criminalista é encontrada morta com tiro na cabeça em sua casa
DENUNCIA GRAVE
Mães denunciam abuso sexuais e agressões em creche
TENTATIVA DE HOMICIDIO
Homem ateia fogo no próprio corpo após esfaquear mulher
NOVELA GLOBAL
Chiclete conta a Vivi a verdade sobre sua vida de matador em 'A dona do pedaço'
DUPLO ASSASSINATO
Vereador e filho foram assassinados dentro de casa
FATALIDADE
Menina de 7 anos é atacada por pitbull e morre na casa dos avós
CRIMINOSO FORAGIDO
Ataque com machadinha deixa alunos e professora feridos em escola
POLEMICA II
Após polêmica, deputado diz que não existe PL de poliamor ou casamento entre mães e filhos
CONFISSÃO
Filhos investigam e descobrem que pai matou a mãe há 37 anos