Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 26 de maio de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

´Rombo´ do INSS já passa de R$ 14 bilhões no ano

25 Mai 2007 - 14h24

As contas da Previdência Social fecharam o mês de abril com um déficit de R$ 2,864 bilhões, segundo dados divulgados na quinta-feira. O "rombo" é 6,1% maior, em termos reais, do que o registrado em abril de 2006. Mas, ao contrário do que ocorreu em março, não houve em abril um acúmulo de sentenças judiciais que aumentassem as despesas da Previdência. Assim, o déficit de abril foi 39,1% menor do que o ocorrido em março. No ano, o déficit acumulado chega a R$ 14,121 bilhões, 8,8% acima do registrado nos quatro primeiros meses de 2006.

"O resultado foi melhor do que de março porque não houve impacto de decisões judiciais", explicou o secretário de Previdência Social, Helmut Schwarzer. Em março, as sentenças judiciais concedidas contra o governo elevaram a despesa em R$ 2,133 bilhões. Em abril, o valor foi bem menor: R$ 243 milhões.

A arrecadação líquida no mês passado foi de 10,6 bilhões, 0,6% acima do que ingressou no caixa da Previdência em março e 10,6% a mais do que a receita em abril de 2006. Foi o terceiro maior valor da série histórica. No ano, as receitas somam R$ 41,277 bilhões, crescendo 10,6% em comparação com igual período de 2006.

A arrecadação da Previdência, segundo o ministério, tem sido influenciada positivamente pela melhora no mercado de trabalho e pelos avanços na gestão.

Já as despesas com benefícios previdenciários foram de R$ 13,486 bilhões e subiram, em termos reais, 9,7%, na comparação abril contra abril. Nos quatro primeiros meses do ano, os gastos atingiram R$ 55,398 bilhões, 10,1% acima do período de janeiro a abril de 2006.

Helmut Schwarzer adiantou que as despesas crescerão a partir de maio, por causa do reajuste do valor do salário mínimo. O impacto deverá ser de R$ 1 bilhão. Ao se levar em conta os R$ 4,279 bilhões de renúncias previdenciárias e os R$ 3,018 bilhões da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) que por lei devem ser destinados à Previdência, o déficit cai para R$ 6,749 bilhões no acumulado do ano.

Segundo o Ministério da Previdência, em abril, pela segunda vez no ano, as contas da Previdência na área urbana apresentaram superávit, ao se levar em conta as renúncias e a CPMF. O saldo positivo foi de R$ 332,1 milhões. Pela mesma sistemática, o déficit da Previdência rural foi de R$ 1,321 bilhão. Mas quando se considera apenas o fluxo de caixa, a área urbana apresentou déficit de R$ 567 milhões e a rural R$ 2,297 bilhões.

 

Agência Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - VISITA ILUSTRE
Em Bonito (MS), Miss Brasil Júlia Horta destaca 'A energia daqui é inexplicável'
COISA DE DOIDO
Sucuri ataca bombeiro durante resgate em SP; assista!
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Governo dobra vagas de concurso da PF e convocações saem no fim do ano
FEMINICIDIO
Mulher é morta com 75 facadas pelo ex-marido após 25 anos de casamento
NEGLIGÊNCIA FUNCIONAL
'Peguei meu filho e achei que estivesse morto', diz mãe de criança dopada em creche
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
Confira o que tá na promoção que vai até este sábado no O Boticário em Fátima do Sul
BONITO - MS - DICA AGÊNCIA ECO TOUR
Visite Bonito (MS) na baixa temporada, saiba o porquê!
FÁTIMA DO SUL - TRATAMENTO COACH
De Nova Andradina, Vanessa recupera autoestima com tratamento 'Coach' Célia Tenório de Fátima do Sul
CASA BOCA SUJA
morador instala placas com palavrões nos muros de casa
MACABRO
Mulher é encontrada morta ao lado de uma oferenda