Menu
SADER_FULL
sábado, 18 de agosto de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Romário se despede da Seleção com gols e choro

11 Nov 2004 - 07h24
Com dois gols, o atacante Romário encerrou na madrugada desta quinta-feira a sua carreira na Seleção nacional, num amistoso entre a equipe tetracampeã do Brasil e um combinado do México, em Los Angeles (EUA). A partida terminou com a vitória de virada por 2 a 1 para os brasileiros.

O atacante, que recentemente deixou o Fluminense, foi o autor do gol de empate do time brasileiro, aos 16min do segundo tempo. Com oportunismo, ele completou um cruzamento de Aldair. Aos 40min, ele recebeu de Bebeto na área e marcou seu último gol pela Seleção, antes de deixar o gramado com lágrimas nos olhos. O gol dos mexicanos, aos 13min da etapa inicial, foi feito por Zaguinho.

"Fico muito agradecido. Por mais problemas que tivemos, sei que todos me ajudaram a chegar onde cheguei. É o momento mais importante da minha carreira", disse Romário, bastante emocionado, depois de dar uma volta olímpica no gramado.

Havia a possibilidade de o jogador anunciar seu adeus definitivo do futebol, mas ele nem abordou o assunto. Assim, fica a expectativa para o acerto com algum clube, provavelmente o Vasco, em 2005.

Atletas que participaram da conquista do tetra em 1994 estiveram presentes na partida, que também marcou a despedida do goleiro mexicano Jorge Campos. Entre as estrelas estavam o goleiro Taffarel, o volante Dunga (capitão do Brasil na Copa dos Estados Unidos) e o próprio técnico Carlos Alberto Parreira.

Com disposição que não mostrava há muito tempo, Romário se movimentou bastante pelo campo, procurou criar jogadas e até reclamou de um pênalti não marcado pelo juiz na segunda etapa.

Os mexicanos abriram o placar aos Jorge Campos também deu seu espetáculo no jogo. No segundo tempo, o goleiro trocou de uniforme e foi se aventurar como atacante. Longe da habilidade de Romário, porém, arriscou alguns chutes pouco perigosos contra o gol brasileiro.

Segundo números da CBF, Romário é o segundo maior artilheiro da Seleção Brasileira. O atacante marcou 70 gols em 87 jogos pela equipe nacional - 25 a menos do que Pelé.

Brasil: Taffarel (Zé Carlos), Aldair, Márcio Santos (Gonçalves) e Ronaldão (Aílton); Jorginho, Ricardo Rocha, Dunga (Mauricinho), Mazinho e Branco (Válber); Bebeto e Romário (Rodrigo Carbone). Técnico: Carlos Alberto Parreira

México: Jorge Campos, Gutierrez (Tulubiates), Ramirez Perales, Del Olmo e Ramirez; Ambris, García Aspe, Bernal e Luis Garcia; Blanco (Hernandez) e Zaguinho (Hermosillo). Técnico: Miguel Mejía Barón

Local: estádio Coliseu de Los Angeles (EUA)
Árbitro: Kevin Sttot
Gols: Zaguinho, aos 13min do primeiro tempo, e Romário, aos 16min e 40min da segunda etapa

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

CRIME PASSIONAL
Marido flagra esposa com suposto amante e caso termina em morte
NOVELA GLOBAL
Remy pode não ter morrido em 'Segundo sol'; veja os indícios
TECNOLOGIA
Segunda via do RG pode ser solicitada pela internet
BOA AÇÃO
Empresário curado faz doação milionária para hospital público
VIOLENCIA
Homem desce do carro e mata mulher com tiro a queima roupa
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Laureta confessa que matou Remy; Karola foi cúmplice
PRESO EM 2010
Morre o homem apontado como maior contrabandista de cigarros do País
ELEIÇÕES 2018 - REGISTRO FEITO
AGORA: PT registra candidatura de Lula e tem até 17 de setembro para trocar candidato
BRIGA DE FAMILIA
Briga de irmãos termina com faca cravada na cabeça de jovem adolescente
NOVELA GLOBAL
Em 'Segundo sol', Zefa rompe com Severo: 'Você não merece nada de bom de mim!'