Menu
SADER_FULL
RIO_DOURADOS
Busca
SUCURI_MEGA
Brasil

Romário se despede da Seleção com gols e choro

11 Nov 2004 - 07h24
Com dois gols, o atacante Romário encerrou na madrugada desta quinta-feira a sua carreira na Seleção nacional, num amistoso entre a equipe tetracampeã do Brasil e um combinado do México, em Los Angeles (EUA). A partida terminou com a vitória de virada por 2 a 1 para os brasileiros.

O atacante, que recentemente deixou o Fluminense, foi o autor do gol de empate do time brasileiro, aos 16min do segundo tempo. Com oportunismo, ele completou um cruzamento de Aldair. Aos 40min, ele recebeu de Bebeto na área e marcou seu último gol pela Seleção, antes de deixar o gramado com lágrimas nos olhos. O gol dos mexicanos, aos 13min da etapa inicial, foi feito por Zaguinho.

"Fico muito agradecido. Por mais problemas que tivemos, sei que todos me ajudaram a chegar onde cheguei. É o momento mais importante da minha carreira", disse Romário, bastante emocionado, depois de dar uma volta olímpica no gramado.

Havia a possibilidade de o jogador anunciar seu adeus definitivo do futebol, mas ele nem abordou o assunto. Assim, fica a expectativa para o acerto com algum clube, provavelmente o Vasco, em 2005.

Atletas que participaram da conquista do tetra em 1994 estiveram presentes na partida, que também marcou a despedida do goleiro mexicano Jorge Campos. Entre as estrelas estavam o goleiro Taffarel, o volante Dunga (capitão do Brasil na Copa dos Estados Unidos) e o próprio técnico Carlos Alberto Parreira.

Com disposição que não mostrava há muito tempo, Romário se movimentou bastante pelo campo, procurou criar jogadas e até reclamou de um pênalti não marcado pelo juiz na segunda etapa.

Os mexicanos abriram o placar aos Jorge Campos também deu seu espetáculo no jogo. No segundo tempo, o goleiro trocou de uniforme e foi se aventurar como atacante. Longe da habilidade de Romário, porém, arriscou alguns chutes pouco perigosos contra o gol brasileiro.

Segundo números da CBF, Romário é o segundo maior artilheiro da Seleção Brasileira. O atacante marcou 70 gols em 87 jogos pela equipe nacional - 25 a menos do que Pelé.

Brasil: Taffarel (Zé Carlos), Aldair, Márcio Santos (Gonçalves) e Ronaldão (Aílton); Jorginho, Ricardo Rocha, Dunga (Mauricinho), Mazinho e Branco (Válber); Bebeto e Romário (Rodrigo Carbone). Técnico: Carlos Alberto Parreira

México: Jorge Campos, Gutierrez (Tulubiates), Ramirez Perales, Del Olmo e Ramirez; Ambris, García Aspe, Bernal e Luis Garcia; Blanco (Hernandez) e Zaguinho (Hermosillo). Técnico: Miguel Mejía Barón

Local: estádio Coliseu de Los Angeles (EUA)
Árbitro: Kevin Sttot
Gols: Zaguinho, aos 13min do primeiro tempo, e Romário, aos 16min e 40min da segunda etapa

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

Post Polêmico
Caio Blat cria polêmica na Web com post e é chamado de machista por Maria Casadeval
Famosidades
Tratando de um câncer, Mr. Catra perde 35 kg
Novela Global
Fabiana é presa no fim de 'O outro lado do paraíso'
O Apocalipse
Anticristo leva ‘Apocalipse’ à vice-liderança na audiência
Maniaco Sexual
Homem é preso por abusar sexualmente de menina que queria adotar
Lava Jato
Ministros do STF admitem possibilidade de soltura e candidatura de Lula
Brincadeira Fatal
Tragédia: bebê morre esmagado durante brincadeira com carro da família
Execução
Homem tenta correr, mas é executado no meio da rua
Acerto de Contas
Homens falam que são policiais e matam jovem com 45 tiros
Famosidades
Lívia Andrade abre o jogo e diz que gostaria de ser a Hebe Camargo