Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Romário passa em branco e Botafogo vence Vasco nos pênaltis

12 Abr 2007 - 09h21

Em uma partida marcada pelo grande número de chances das duas equipes e por jogadas emocionantes, o Botafogo conseguiu uma classificação heróica sobre o Vasco, nos pênaltis, após empate por 4 a 4, e garantiu vaga na final da Taça Rio, no Maracanã, nesta quarta-feira.

O atacante Romário acabou passando mais uma vez em branco e ainda viu o time cruzmaltino ser eliminado da competição. Com a eliminação, o jogador terá de esperar até a estréia do time no Campeonato Brasileiro para atingir a marca histórica.

O time botafoguense aguarda agora o vencedor de Cabofriense e Volta Redonda para disputar uma vaga na grande decisão do Campeonato Carioca, contra o Flamengo.

O jogo começou de maneira eletrizante. Logo no primeiro minuto, o Vasco abriu o placar. Após vacilo de Júlio César e Alex, o zagueiro entregou de presente para Renato. O meia acertou de primeira, de fora da área e acertou o gol vazio.

Não deu nem tempo da torcida comemorar, e o time cruzmaltino já marcou o segundo aos 3min. Túlio foi desarmado por Coutinho na saída de jogo do Botafogo. Abedi invadiu a área e bateu firme, na saída de Júlio César.

Após os dois sustos, o Botafogo foi em busca do empate e diminuiu a vantagem aos 4min. Lúcio Flávio levantou da direita e Luciano Almeida se antecipou à zaga e escora de cabeça, esquentando o jogo com menos de cinco minutos.

O time alvinegro partiu para o ataque e começou a dominar as ações. Aos 11min, Luciano Almeida interceptou jogada do ataque vascaíno e lançou para Dodô. Ele recebeu na meia esquerda, levou para a perna direita e soltou a bomba, por cima da meta de Cássio.

Mesmo com o placar marcando 2 a 1, Romário só foi tocar na bola aos 19min. Renato conseguiu ótima roubada de bola e lançou o atacante na meia esquerda. Ele limpou para a perna direita e bateu, por cima do gol de Júlio César.

O Botafogo acabou conseguindo o empate três minutos depois. Túlio abriu na esquerda para Luciano Almeida na ponta esquerda. O camisa 6 centrou na medida para a conclusão certeira de Zé Roberto.

Em alta no jogo, o time botafoguense partiu para o ataque. Aos 28min, Dodô saiu da área e esticou jogo para Zé Roberto pelo lado esquerdo da área. O camisa 10 arrancou para cima de Dudar, mas bateu por cima da meta de Cássio.

Quando a equipe alvinegra pressionava, o Vasco ficou novamente em vantagem, em jogada de contra-ataque. Aos 32min, Abedi armou jogo na direita para Jorge Luiz, que superou Luciano Almeida na velocidade e encobriu Júlio César. Por muito pouco, Romário não tocou de cabeça e contabilizou o seu milésimo gol, mas a bola acabou entrando direto no gol botafoguense.

A equipe do Botafogo nem deu tempo para os vascaínos comemorarem e empatou a partida aos 34min. Lúcio Flávio escapou pela direita e cruzou na área. Dodô teve tempo até de escolher o canto antes de cabecear com firmeza, no canto baixo direito de Cássio.

Os botafoguenses seguiram pressionando e conseguiram a virada no fim da primeira etapa. Aos 44min, Túlio soltou jogo para Jorge Henrique na meia, Júlio Santos chegou atropelando e a falta foi marcada. Lúcio Flávio bateu a meia altura, com muito efeito e acertou o canto baixo esquerdo de Cássio, que falhou no lance.

No segundo tempo, o Vasco voltou com muito ímpeto, buscando igualar o marcador. Aos 5min, Guilherme bateu com muito efeito, Júlio César deu o tapinha na bola, que ainda bateu no travessão antes de sair em escanteio.

O time cruzmaltino quase chegou ao empate no minuto seguinte. Morais levantou na área, a zaga do Botafogo não cortou e Jorge Luiz desperdiçou chance de ouro, cabeceando à direita do gol de Júlio César.

A situação vascaína melhorou aos 8min. Túlio cometeu falta violenta sobre Morais e o árbitro Fábio Calábria expulsou o volante botafoguense. Revoltado com o árbitro, Túlio deixou o campo, dizendo que o árbitro estava "louco".

Com um a mais, o técnico Renato Gaúcho tirou o zagueiro Júlio Santos para colocar o atacante André Dias. Porém, aos 16min, a tentativa de Renato acabou frustrada, já que o próprio André Dias derrubou Jorge Henrique. O árbitro acabou expulsando o vascaíno.

Apesar disso, o Vasco não desanimou e partiu para o ataque. Aos 19min, Renato recebeu de Conca na meia direita e acertou um forte chute. A bola passou raspando a trave direita de Júlio César.

O Botafogo aproveitava os espaços na zaga cruzmaltina para chegar no contra-ataque. Aos 29min, Zé Roberto lançou na entrada de área para Dodô, que teve a chance de bater, mas tentou fintar Cássio, que fez a defesa.

Mais ofensivo, o time do Vasco conseguiu o empate aos 38min. Conca levantou da direita, Alan cabeceou firme na primeira trave e acertou o ângulo direito de Júlio César, para alegria da torcida vascaína nas arquibancadas do Maracanã.

As duas equipes ainda desperdiçaram boas oportunidades de vencer o duelo, mas o jogo acabou mesmo indo para os pênaltis. Nas cobranças, o meia Morais e o zagueiro Dudar desperdiçaram, enquanto todos botafoguenses (Dodô, Juninho, Juca e Luciano Almeida) marcaram e venceram a disputa por 4 a 1.

 

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos