Menu
SADER_FULL
quinta, 21 de junho de 2018
PASSARELA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Revolução Farroupilha comemora 169 anos de conquistas

14 Set 2004 - 13h49
Considerado um dos maiores levantes organizado pelo povo brasileiro no século XIX, marcada a ponta de lança, muito sangue e coragem, assim foi a Revolução Farroupilha ou Guerra dos Farrapos durou de 1835 a 1845. Não se sabe ao certo que venceu ou perdeu, se foi o Governo Imperialista da época, ou os fazendeiros donos de estâncias e seus peões do Rio Grande do Sul que lutavam contra os ideais do império.

Foram vários os motivos que desencadearam a Revolução, entre eles podemos destacar o excesso de impostos cobrados nos produtos de origem bovina como carne, couro, sebo, graxa, além do Charque, principal material de exportação dos pecuaristas do Sul, enquanto o governo dava incentivos para a importação do Uruguai e Argentina, maior liberdade política, problemas econômicos, fim da escravidão de negros no país e principalmente a luta pela Proclamação da República do Brasil, com o intuito de fazer com que as pessoas fossem reconhecidas como brasileiros não povo de uma colônia de Portugal e da Espanhola, segundo informações de José Carlos Cardoso, de 76 anos um dos pioneiros da fundação do primeiro CTG no país, em 24 de abril de 1948, o 35º, na cidade de Porto Alegre.

A Revolução Farroupilha durou um ano, pois se tratava de um movimento envolvido em um civil. Um ano após a sua criação, a Revolução virou Guerra dos Farrapos, pois estava em conflito com o Uruguai e a Argentina que queriam aproveitar da situação para tentar tomar parte da região Sul. Depois 1938, houve a Proclamação a República Rio-grandense.

O objetivo dos Farroupilhas era lutar contra os Estados vizinhos e ganhando mais território como ocorreu em Santa Catarina, onde foi proclamada a República de Santa Catarina.Daí por diante foram dez anos de luta até o final da é o final da Guerra em 1945, devido à fragilidade que as tropas já estavam apresentando, ocasionada pelo longo tempo de combate incessante.

Conforme explicou Cardoso, muitas pessoas acreditam que o movimento era somente formado por idealistas rio-grandenses, mas ao contrário, era composto de nomes importantes como Bento Gonçalves, o mineiro Domingos José de Almeida, o carioca Isas Cintra, italianos que vieram para o país em 1824 fugindo da guerra na Itália, como é o caso de Josep Garibaldi, além de paulistas e alemães que se integraram aos soldados farrapos e seus ideais para a construção de um novo país independente dos grandes países que exploravam as nações no início de seu desenvolvimento, como é o caso de Portugal, Espanha Inglaterra e França.
 
 
RMT Online
 
RMT

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Terceiro homem que assediou russa na Copa diz que “estão transformando um copo d’água em uma tempestade”
‘Alta Pressão’
Exército deflagra Operação para fiscalizar armamento e reduzir desvios para o comércio ilegal
COLÉGIO DELPHOS - BOLSAS DE ESTUDOS
Colégio Delphos Nota 10 oferece provas para bolsas de estudos neste sábado em Dourados
UNIPAR - EAD - DOURADOS
Unipar EAD com pós-graduação e 25 cursos a distância com mensalidade acessíveis agora em Dourados
PENSÃO ALIMENTÍCIA
Genro de Silvio Santos é procurado por Policia Federal após mandado de prisão
APOCALIPSE
Arthur (Junno Andrade) fala na TV do ataque ao navio de fugitivos e das consequências da erupção de
POLÊMICA
Projeto quer liberar venda direta de etanol das usinas aos postos
FÁTIMA DO SUL - ESTRUTURA NOVA
Fátima do Sul terá um novo conceito de lojas Cacau Show, AGUARDEM!!!
DOURADOS - ITALÍNEA MÓVEIS PLANEJADOS
Em Dourados, Italínea Móveis Planejados dá dicas para deixar sua casa pronta para o inverno
APOCALIPSE
Ricardo (Sérgio Marone) autoriza que um navio de fugitivos seja bombardeado