Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Resende ingressa no PMDB sem saber se será candidato

4 Ago 2007 - 10h58

O deputado federal Geraldo Resende (ex-PPS) assinou na manhã de ontem a sua ficha de filiação ao PMDB e ouviu da cúpula que não existem garantias de que será indicado candidato a prefeito de Dourados em 2008. O recado foi dado, durante os discursos, tanto pelo presidente regional do partido, deputado federal Waldemir Moka, quanto pelo governador André Puccinelli.

Segundo Moka, a cúpula estadual não vai interferir na indicação do futuro candidato. "Não esperem uma atitude que vai contra uma decisão do diretório de Dourados. Vamos respeitar o que for decidido aqui", garantiu o dirigente.

André falou pouco sobre a corrida sucessória local, voltando a reiterar que o nome a ser escolhido dependerá de pesquisas qualitativas e quantitativas que serão feitas para se aferir o nome melhor colocado nas intenções de voto. "O Geraldo não impôs a sua candidatura quando veio para o PMDB. Pode ser ele o candidato, como pode não ser", afirmou, enfatizando que o diretório local "não aceitará imposições de ninguém".

Geraldo evitou falar abertamente em sua possível candidatura, mas reconheceu que tem um "projeto novo de desenvolvimento" para Dourados. Recordou sua trajetória política desde 1982, quando pertencia ao MDB. "Hoje, 19 anos depois, retorno ao partido com o mesmo entusiasmo e garra", afirmou.

Ao contrário do que sinalizou anteontem, o deputado estadual Ari Artuzi não compareceu ao ato político, evidenciando o racha dentro do partido com o ingresso de Geraldo, já que ambos são pré-candidatos à sucessão municipal. Mas um grupo de simpatizantes de Artuzi compareceu à Câmara de Dourados para acompanhar a solenidade.

O governador disse aos jornalistas que esteve com Artuzi dias atrás e recebeu a garantia de que o deputado não deixa o partido. "Ele fica e me disse que não é filho de pai assustado para sair do PMDB por causa do novo concorrente interno".

A galeria da Câmara ficou lotada, com mais de 250 pessoas. Segundo o cerimonial, 28 prefeitos de várias regiões do Estado assistiram à filiação de Geraldo. Ele passará a ser o 94º deputado federal da bancada na Câmara, conforme informou o presidente nacional do partido, Michel Temer, que assistiu apenas o ato de assinatura da ficha e viajou para São Paulo.

 

 

Correio do Estado 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação