Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 23 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Remédio para leishmaniose deve ficar 18% mais barato

20 Mar 2007 - 04h49
A fábrica da Sanofi-Aventis em Suzano, a 60 km de São Paulo, irá concentrar a produção mundial do antimoniato de meglumina, medicamento de primeira linha contra a leishmaniose.

A produção de 4 milhões de ampolas por ano será ampliada para 9 milhões, que serão exportadas para Irã, Argélia, Tunísia, Turquia, Marrocos, Bulgária e outros 16 países. Com o aumento na produção, o preço de cada ampola vai passar dos atuais R$ 3,73 para R$ 3,05, uma redução de 18%.

Além de beneficiar um número maior de pacientes, a ampliação da produção vai criar empregos e causar um impacto positivo nas exportações. A filial brasileira da empresa consegue ainda, com essa iniciativa, integrar o Programa Mundial de Acesso a Medicamentos para Doenças Negligenciadas, criado em 2005 em Lyon, na França.

Outras doenças combatidas pelo programa são a malária, a tuberculose, a doença do sono e a epilepsia, além de problemas que podem ser prevenidos com a criação de vacinas. "Não se trata de uma iniciativa social. É uma atitude coerente com a filosofia da empresa", diz a diretora de comunicação da filial brasileira da Sanofi-Aventis, Cristina Moscardi.

Saiba Mais Sobre a Doença

Doença infecciosa que acomete o homem e outros animais, pode ser causada por várias espécies de protozoários do gênero Leishmania, transmitidos pela picada do mosquito flebócito.

Apresenta-se sob seis subtipos: leishmaniose visceral ou calazar, leishmaniose cutânea pós-calazar, leishmaniose cutânea, leishmaniose muco-cutânea, leishmaniose cutânea difusa e leishmaniose muco-cutânea recidivante.

A forma mais grave, a visceral - que atinge órgãos como o baço e o fígado - está presente em 19 dos 26 Estados brasileiros. No Estado de São Paulo, os casos da doença aumentaram 29% em 2006 em relação a 2005 - quando oito pessoas morreram e 195 contraíram a doença.

 

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

an
Amigo dá lar a mulher que viveu 40 anos internada no HC
MAMATA
General corta contratinho de R$ 30 milhões para manter jornalistas no exterior
PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel