Menu
SADER_FULL
quarta, 16 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Relatório: mortalidade infantil caiu 46,4% no País

29 Ago 2007 - 13h45

 

O 3º Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio aponta que, entre 1990 e 2005, a taxa de mortalidade infantil no Brasil teve uma redução de 46,4%. Em 90, a cada mil nascidos vivos, 53,7 crianças morriam antes de completar 5 anos. Em 2005, o índice baixou para 28,7. De acordo com o relatório, a região que apresentou queda mais acentuada foi o Nordeste, com redução de 55,4%.

O documento, que foi apresentado no Palácio do Planalto na tarde desta quarta-feira, aponta também uma "redução da taxa de óbitos de crianças até 1 ano, que está correlacionada com o aumento da cobertura do Programa da Saúde da Família". As causas de mortalidade de menores de 1 ano também sofreram alterações, "com redução de doenças transmissíveis e ampliação de afecções perinatais, associadas à qualidade da assistência à gravidez e ao parto, e malformações congênitas".

Ainda segundo o relatório, o número de gestantes que não realizaram nenhuma consulta pré-natal diminuiu em 54%. Em 2005, 53,6% das gestantes realizaram sete ou mais consultas, contra 49,1% em 2002.

A mortalidade materna caiu de 62,1 para 53,4 óbitos para cada 100 mil nascidos vivos, o que representa uma redução de 12,7% entre 1997 e 2005, de acordo com o documento.

Doenças
Entre 2000 e 2004, o percentual de pessoas infectadas pelo HIV registrou estabilidade de 0,6%. A taxa de mortalidade do grupo reduziu de 9,6 (a cada 100 mil habitantes) para 6.

A incidência da malária também sofreu uma redução em 2006, "após três anos de aumento", de acordo com o documento. "A letalidade da doença segue em queda constante desde o ano 2000, chegando a menos de 0,08 mortes por mil casos".

A incidência da tuberculose registrou crescimento entre 2000 e 2003. Em contrapartida, os municípios que apresentam 75% dos casos de tuberculose no Brasil, elevaram o tratamento supervisionado dos pacientes de 7% em 2000 para 81,2% em 2006.

 

 

Terra Redação

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ALERTA
Smartphone afeta a saúde mental, e o dano pode começar em crianças de 2 anos!
TRAGÉDIA
“Tentei socorrer ele, mas não deu certo”: conta filho de motociclista levado por enxurrada
FURIA DA NATUREZA
Enxurrada derruba casa e provoca pânico e destruição
NOVELA GLOBAL
Gabriel e Valentina viram inimigos mortais em 'O sétimo guardião'
REALITY SHOW
BBB 19 começa hoje. Na Rocinha Casa de Darnrley vira "QG" de Torcida
POSSE DE ARMAS
Bolsonaro assina nesta terça-feira decreto que facilita posse de armas
HEROINA
Professora Helley, que salvou crianças de incêndio em Janaúba, é homenageada e dá nome a rodovia
FAMOSIDADES
Doente, José Mayer foi esquecido pela Globo e abandonado por ‘Amigos’
NOVA LEI
Motoristas condenados por contrabando vão perder a CNH por cinco anos
SUCATA
Jovem transforma pneus velhos em lindas caminhas para pets.