TASS_MOTORS
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 13 de Dezembro de 2017
RIO_DOURADOS
11 de Agosto de 2004 10h57

Reino Unido autoriza clonagem de embrião humano

As autoridades britânicas deram hoje sua autorização para que cientistas da Universidade de Newcastle (nordeste da Inglaterra) clonem embriões humanos com fins terapêuticos. A aprovação da Autoridade Britânica de Fertilidade Humana e Embriologia (HFEA, na sigla em inglês) permitirá que seja realizada a primeira clonagem humana com fins terapêuticos da Europa.

O grupo de cientistas de Newcastle, liderado por Miodrag Stojkovic, apresentou em junho um projeto para usar na clonagem de embriões humanos a mesma técnica empregada na da ovelha Dolly, o primeiro mamífero clonado. Inicialmente, os embriões serão utilizados como fonte de células-tronco para o tratamento de diabéticos. O grande valor das células-tronco, que crescem nos primeiros dias de vida do embrião, está em sua capacidade de virar tecidos de qualquer tipo.

Depois de apresentar o projeto, Stojkovic disse que se trata de "uma grande oportunidade" e especificou que a pesquisa se focará no diabetes, mas que poderá derivar em iniciativas para a cura de outras doenças como o mal de Parkinson e de Alzheimer. "Nossa intenção não é criar humanos, mas salvar vidas", ressaltou o cientista.

A decisão da HFEA é considerada um marco na pesquisa médica e biológica, mas conta com a oposição de grupos religiosos e anti-abortistas. Para o Grupo de Interesse na Genética, que representa 130 organizações beneficentes de famílias com problemas genéticos, milhões de pessoas poderão se beneficiar com a pesquisa.

Por outro lado, o grupo anti-clonagem Alerta sobre a Genética Humana, pediu à HFEA que rejeite o projeto porque "é um esbanjamento de dinheiro público e ultrapassa grandes barreiras éticas".

Clonar um embrião humano com fins terapêuticos é legal no Reino Unido desde janeiro de 2001, quando foi introduzida uma emenda na Lei de Embriologia Humana deste país. No entanto, a clonagem dirigida à reprodução humana continua sendo ilegal e é punida com multas e penas de até dez anos de prisão.

 

Terra Redação

Comentários
Veja Também
pupa
FÁBRICA_CALÇADOS
MBO_SEGURANÇA_300
Últimas Notícias
  
LOJA_02
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.