Menu
SADER_FULL
quarta, 15 de agosto de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Recurso de R$ 1 bilhão para o FCO sai na próxima semana

18 Set 2004 - 08h23

O secretário de desenvolvimento do Centro-Oeste, Athos Magno Costa e Silva, assegurou, durante a 32ª Reunião do Condel/FCO (Conselho Deliberativo do Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste), que o R$ 1 bilhão de recursos extras para operações do FCO provenientes do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), na modalidade Integrar, será liberado para as operações de contratação a partir da próxima semana.

“A Medida Provisória 250 que autorizou a operação foi assinada pelo presidente da República (Luiz Inácio Lula da Silva) há dois meses e esta semana foi assinada pelos ministros Antônio Palocci (Fazenda) e Ciro Gomes (Integração Nacional) a Portaria Interministerial que regulamentou a liberação desses recursos adicionais que serão direcionados para o atendimento da demanda de médios e grandes empreendedores, nas modalidades rural e empresarial”, explicou Athos, lembrando entretanto, que os recursos do FAT integrar apesar de serem oferecidos nas mesmas condições dos recursos do FCO, têm uma desvantagem em relação ao fundo do Centro-Oeste.

“Os tomadores dos recursos do FAT Integrar infelizmente não poderão contar com o Bônus Adimplência, que os contratantes do FCO têm a disposição”, disse o secretário de Desenvolvimento do Centro-Oeste. Os bônus de adimplência do FCO são reduções dos encargos financeiros do fundo que são concedidos aos bons pagadores, e que garantem a redução das taxas em 25% para a região do semi-árido e em 15% para as demais regiões do Centro-Oeste.

O secretário de Produção e Turismo de Mato Grosso do Sul, José Antônio Felício, que também é conselheiro do Condel/FCO e do Sebrae/MS, uma das entidades que promoveu a reunião em Ponta Porã, comemorou a liberação dos recursos extras, que era aguardada a quase um ano e meio. “Mato Grosso do Sul que tinha este ano R$ 290 milhões disponibilizados pelo FCO para investimentos, agora vai contar com mais R$ 230 milhões, que representam os 23% que Estado tem direito, desses recursos do FAT. Nossa expectativa é que a partir da liberação desses recursos já possamos realizar um grande número de operações de contratação de crédito, porque devemos ter uma grande demanda reprimida, que chegaria até a R$ 250 milhões”, salientou.

Além de anunciar a liberação dos recursos extras para as operações com o FCO, a 32ª reunião do Condel/FCO também serviu para oficializar a criação de um Grupo de Trabalho composto por um representante do Ministério da Integração Nacional, um do Ministério do Planejamento, um do Banco do Brasil, e um de cada estado da região (Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás) e um do Distrito Federal, para discutir entre outros temas a proposta de tratamento diferenciado pelo fundo para micro e pequenas empresas com o objetivo de facilitar o acesso ao crédito.

A proposta foi elaborada pelo Fórum de Liderança da Micro e Pequena Empresa de Mato Grosso do Sul – Folimpe, composto pelo Conselho Deliberativo do Sebrae/MS, e antes já havia sido apresentada em reunião em Brasília (DF) ao próprio ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, pelo presidente do conselho, Leôncio de Souza Brito Filho, junto com a bancada federal do Estado.

O mesmo Grupo de Trabalho criado nesta quinta-feira ainda analisará outra proposta do Folimpe, a da criação de Fundo de Aval para diminuir as exigências de garantias feitas pelo Banco do Brasil, que executa as operações com o FCO, para liberar os recursos, e também estudará uma proposta apresentada pelo secretário de Planejamento de Goiás, que representa o estado no Condel/FCO, José Carlos Siqueira, de exigir que para cada empréstimo feito com verba do fundo no valor superior a R$ 50 mil, o tomador deva comprovar, depois de executada a operação, a geração de no mínimo dois empregos diretos.

O diretor técnico do Sebrae/MS, Cláudio George Mendonça, que junto com o consultor da entidade, Rodrigo Maia, acompanhou a reunião, e antes participou com os conselheiros do Condel/FCO da visita a empresa Seara Alimentos, também em Ponta Porã, avaliou que a criação do Grupo de Trabalho para estudar algumas das propostas sugeridas pelo Folimpe, mostra que o conselho reconhece a importância das micro e pequenas empresas para o desenvolvimento da região.

“A criação desse Grupo de Trabalho pelo Condel/FCO mostra que o conselho segue uma lógica na aplicação desses recursos constitucionais, que são de fundamental importância para o desenvolvimento da região, discutindo o estabelecimento de uma diferenciação para as micro e pequenas empresas que são as grandes geradoras de empregos desses estados. O Sebrae/MS, como fez nesse caso, continuará ajudando o nosso representante no Condel, o secretário José Felício, a fazer novas propostas, sempre com o objetivo de auxiliar as micro e pequenas empresas, porque mais do que reconhecer sua importância na economia local, é preciso auxilia-las a crescerem e a gerarem mais empregos”, salientou.

Participaram ainda da reunião, que foi realizada no Hotel Barcelona, os conselheiros do Condel: Otaviano Muniz de Melo Júnior (diretor de Promoções e Investimentos da Secretaria de Desenvolvimento do Centro-Oeste do Ministério da Integração Nacional), João Pinto Rabelo Júnior (gerente-executivo da Unidade de Negócios com o Governo do Banco do Brasil), Alexandre Herculano Furlan (secretário de Indústria, Comércio e Mineração do Mato Grosso), David Lourenço (gerente regional Centro-Oeste da Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca da Presidência da República) além de Wilson Vaz de Araújo (coordenador geral de Análise Econômica do Departamento de Economia Agrária da Secretaria de Política Agrária do Ministério da Agricultura e Pecuária).

Também estiveram presentes a solenidade de abertura da 32ª Reunião do Condel/FCO, o prefeito de Ponta Porã, Vagner Piantoni, o presidente da Câmara Municipal, João Bala, o secretário-executivo do Conselho Estadual do FCO, Jerônimo Chaves, e dirigentes do Banco do Brasil no Estado e região.

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2018 - REGISTRO FEITO
AGORA: PT registra candidatura de Lula e tem até 17 de setembro para trocar candidato
BRIGA DE FAMILIA
Briga de irmãos termina com faca cravada na cabeça de jovem adolescente
NOVELA GLOBAL
Em 'Segundo sol', Zefa rompe com Severo: 'Você não merece nada de bom de mim!'
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Roberval é traficante de diamante
NOVELA DA RECORD
Herodíade diz que foi agarrada por Batista e Joana a chama de mentirosa.
ESTUPRO VULNERÁVEL
Criança desabafa com amiga de classe que era estuprada por padrasto; ele está foragido
CABRA MACHO
Exigência de masculinidade: edital de concurso da PMPR causa polêmica
FAMOSIDADES
Silvio Santos reclama da filha: 'Patrícia não faz nada e ganha um belo salário'
BELEZA
Piauiense que venceu Miss Brasil Mundo 2018 diz que já passou fome e teve preparação forte
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Beto pede separação a Karola e vilã finge aceitar