Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 19 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Receita espera 700 mil declarações de isento em MS

4 Set 2007 - 09h36
Começou ontem o período de entrega da declaração de isento 2007. O prazo vai até 30 de novembro. Em Mato Grosso do Sul, onde existem aproximadamente 2 milhões de CPF´s cadastrados, a expectativa da Receita Federal é de que sejam feitas pelo menos 700 declarações.
A Delegacia da Receita Federal em Dourados, que engloba 39 municípios da região, espera receber pelo menos 260 mil declarações. Em todo o país, a Receita estima que 64 milhões de pessoas se declarem isentas do Imposto de Renda em 2007.
Conforme Marcelo Rodrigues de Brito, delegado da Receita Federal em Dourados, a declaração pode ser feita gratuitamente somente por meio da página da Receita na internet. Entretanto, o delegado pede que os contribuintes fiquem atentos com os golpes que estão aplicados pela internet. “A Receita não envia email para ninguém. As pessoas devem estar atentas a esta questão. Esses e-mails enviados em nome da Receita são golpes”, comentou.
Ele disse que estão obrigados a fazer a declaração de isento todos os brasileiros com renda de até R$ 14.992,32 no ano passado, que têm CPF e que não foram incluídos como dependentes de outros contribuintes na declaração anual do IR deste ano. Quem tirou o documento neste ano não precisa fazer a entrega.
O contribuinte deverá responder as seguintes perguntas: se é titular de conta corrente bancária; se é proprietário de veículo automotor; se é proprietário de imóvel; e se é dependente de declaração do IR.
As outras opções para entrega das declarações, além da internet, são pagas: casas lotéricas (taxa de R$ 1), Banco Popular do Brasil (por R$ 1), Banco do Brasil (só para correntistas nos terminais de auto-atendimento, por R$ 1), Correios (por R$ 2,40) e correspondentes da Caixa Econômica Federal (por R$ 1). No entanto, nas lotéricas e correspondentes bancárias da Caixa, a entrega irá começar apenas no dia 10 de setembro.
De acordo com Marcelo de Brito, ao deixar de declarar como isento por um ano o contribuinte tem o CPF colocado na condição de ‘pendente de regularização’. Hoje, há quase 16,8 milhões de documentos nessa situação no país. Caso deixe de entregar a declaração por dois anos, a Receita suspende o uso do CPF.
A Receita contabiliza 37,5 milhões de documentos suspensos. Com o CPF suspenso o contribuinte fica impedido de abrir conta bancária, pedir crediário, tirar passaporte, participar de concurso público, receber prêmio de loteria, constituir empresa ou ainda ser parte em transações nos cartórios. Para regularizar o CPF, basta entregar a declaração de isento.
A Delegacia da Receita Federal tem em seus registros pelo menos 280 mil CPF’s suspensos, cancelados ou pendentes de regularização. Já os regulares, passam de 446 mil CPF’s.
 
 
Diário MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares