Menu
PASSARELA
sexta, 25 de maio de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Reajuste de telefone não atingirá 8,7%, diz a Anatel

19 Jul 2004 - 10h56
As companhias de telefonia fixa teriam aceitado em reunião na semana passada a não aplicar reajustes até o teto acordado de 8,7%, como forma de repassar a diferença de índice usado como base para reajuste no ano passado. A informação está no site da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). O aumento ficará abaixo do teto acordado para os itens de assinatura residencial, pulso e crédito para uso em telefone público. O aumento será feito em duas parcelas, para vigorarem em setembro e em novembro.
No dia 1º de julho o Superior Tribunal de Justiça definiu a utilização do IGP-DI na recomposição tarifária ao invés do IPCA, o que resultou na diferença dos 8,7% a serem repassados. Este mês entrou em vigor o reajuste de 6,89%. O valor retroativo às cobranças do último ano, que tiveram o IPCA como base de aumento, não será cobrado.
 
 
Campo Grande News

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - BUZINAÇO NA AVENIDA
#AGORA: Ao som do Hino Nacional, população e caminhoneiros fazem 'buzinaço' em Fátima do Sul
AGORA - DECISÃO DO PRESIDENTE
#AGORA: Temer aciona Exército 'forças federais' para desbloquear estradas
FÁTIMA DO SUL - CARREATA DOS CAMINHONEIROS
Caminhoneiros preparam carreata e conclamam o comércio para que fechem as portas em Fátima do Sul
COPA DO MUNDO
Dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo não serão feriado
FÁTIMA DO SUL - PROTESTOS CONTINUAM
Bloqueios continuam e caminhoneiros convocam população para 'Parar Fátima do Sul'
VANDALISMO NÃO!
Caminhão é incendiado por manifestantes durante protesto contra aumento de combustível
TRABALHO ESCRAVO
Ministério do Trabalho resgata 15 trabalhadores de situação degradante
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Fugitiva, Manu é perseguida pelo avô cruel, ela busca refugio na casa de Luzia: “Você é
APOCALIPSE
Estela (Lisandra Souto) trai o marido, Felipe (Jandir Ferrari), ao contar que ele sabe onde está Zoe
CAMINHONEIROS MANTÉM BLOQUEIOS
Mesmo após acordo, caminhoneiros se mobilizam pelo 5º dia em vários estados