Menu
SADER_FULL
sexta, 18 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Ratos suportam choques para conseguir cocaína

14 Ago 2004 - 10h19
Ratos de laboratório que receberam doses de cocaína por um período prolongado mostraram sinais de dependência parecidos com os dos humanos.

Alguns deles percorreram grandes distâncias para procurar a droga e até suportaram choques elétricos para consegui-la, segundo pesquisa de um grupo de cientistas franceses.

O trabalho, publicado na edição de hoje da revista "Science", indica que tanto a longa exposição quanto a suscetibilidade individual resultam no consumo compulsivo de cocaína, e que a recaída de ex-drogados é comum.

A pesquisa

A equipe de pesquisadores, Veronique Deroche-Gamonet, David Belin e Pier Vincenzo Piazza, do Instituto Nacional de Pesquisa e Saúde da França, treinou ratos a cheirarem cocaína colocando seus narizes em um buraco.

Depois de deixá-los cultivarem o hábito por três meses, os cientistas fizeram com que enfrentassem três etapas para conseguir a substância e conferir até que ponto eles estariam motivados para isso.

Os resultados, segundo a equipe, "mostram surpreendentes semelhanças entre as duas espécies --ratos e humanos". Apesar de todos os ratos terem consumido a substância, apenas 17% ficaram totalmente viciados. Entre os seres humanos, a taxa fica em torno de 15% para o mesmo período de exposição.

Estes ratos viciados faziam tudo para conseguir um pouco de cocaína. Arriscam-se a colocar o nariz no buraco para conseguir um pouco dela e persistem mesmo que submetidos a choques elétricos.

"Os primeiros resultados mostram mudanças na atividade cerebral em ratos viciados, parecidas com as registradas nos humanos", escreveram os cientistas. A reincidência destes animais no vício após longos períodos de abstinência também é similar: cerca de 90%.

O estudo aponta para o fato de que os programas de reabilitação precisam ser mais prolongados.
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem atira em esposa e se mata com granada
SUPERAÇÃO
Pedreiro cadeirante enfrenta difilculdades e sustenta a família trabalhando em obras