Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 16 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Ramez pode presidir senado pela segunda vez

16 Jul 2004 - 07h22
O nome do senador Ramez Tebet volta ao cenário na corrida sucessória da presidência do Senado. Ontem, teve seu nome citado na edição de O Globo como um dos virtuais candidatos ao cargo. A insurreição dentro do PMDB poderá obrigar a cúpula nacional do partido a buscar uma terceira via para conseguir um nome de consenso ao cargo. Hoje, a disputa acirrada entre Renan Calheiros e José Sarney mostra repetição de quadro ocorrido há três anos, quando o comando nacional decidiu conter ânimos e emplacou Ramez Tebet no cargo – na época ministro da Integração Nacional do Governo de Fernando Henrique Cardoso.

Embora prefira a cautela, Ramez sabe que hoje representa a ala moderada do PMDB nacional e tem demonstrado liderança em votações consideradas “complicadas” para o PT. Em alguns embates no plenário da Casa, arrastou vários colegas para votar com suas propostas. Do outro lado, Calheiros e Sarney mantêm-se reféns do Planalto ao trabalhar em favor, sempre, de projetos e medidas provisórias do Governo Lula.
 
Correio do Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat
SOLIDARIEDADE
Jovem faz campanha para pagar cirurgia de cachorro que vive com tumor 'gigante'