Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 23 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Rafael Faria e a importância do “Profissional de Educação Física”

2 Set 2010 - 18h10Por

 

PROFISSIONAL DE DUCAÇÃO FÍSICA

 

 

Rafael Faria Corrêa*

 

 

Primeiramente gostaria de parabenizar todos os profissionais de Educação Física por este dia. Essa profissão ainda é muito discriminada por muita gente, talvez por não conhecer o quão grande a responsabilidade de nossa profissão, exemplificando, por meio de Exercícios Físicos orientados de forma correta por um profissional gabaritado, doenças como Diabetes mellitus, hipertensão arterial, obesidade, depressão e tantas outras doenças, podem ser diminuídas ou até curadas.

 

 

Atento a isso, o Ministro da Saúde implantou no PSF (Programas de Saúde da Família) o NASF (Núcleo de Apoio a Saúde da Família), o que incluem profissionais como, Médicos, Enfermeiros, Nutricionistas, Psicólogos... E também os profissionais de Educação Física, para que pessoas com doenças crônicas degenerativas já mencionadas anteriormente, diminuam as dosagens ou até mesmo a suspensão dos medicamentos e obtendo menos gastos com a compra de remédios.

 

 

A importância dos Exercícios Físicos, todos sabem, mas o que nem todos sabem que o único profissional capacitado a prescrever Exercícios Físicos é o profissional da Educação Física. Frequentemente observa-se outros profissionais ministrando aulas aeróbicas e de atividades física, em centro de convivência ou outros órgãos públicos e privados, fazendo assim, o exercício ilegal da profissão.

 

 

A moda agora nas cidades são as “academias ao céu aberto” ou “ao ar livre”, mas não vejo um profissional de Educação Física lá para orientar a forma correta de manuseio, carga, intensidade e duração dos exercícios, para prevenir lesões. É o mesmo que chegar a um hospital e não ter médico ou enfermeiro para consultar ou administrar medicamentos.

 

 

Lembro a vocês que o Brasil sediará a Copa do Mundo e as Olimpíadas, mesmo sendo estes os dois maiores eventos desportivos do mundo, não temos incentivo ao esporte por partes dos governantes. Quantos talentos do nosso estado não se tornaram atletas por falta de investimentos e escolinhas desportivas?

 

 

Temos que lutar mais pela nossa classe, para que projetos como o que estão tramitando no congresso, não aconteça, ou seja, os deputados querem aprovar uma lei em que ex-atletas possam trabalhar com escolinhas de treinamentos, mesmo não sendo graduado na área, isso é um absurdo, pra que então estudar 04 (quatro) anos em um curso de ensino superior? Pra que termos matérias específicas da área, com suas pedagogias e didáticas? E a disciplina de Treinamento Desportivo onde devo aplicar, já que um ex- atleta estará em meu lugar, será que ele vai saber planejar um treinamento e o porquê ele estará fazendo? Com qual base científica? Ou vai apenas ser um repetidor de gestos?

 

 

Nesse primeiro de Setembro Passado, “DIA DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA” não tenho muito que comemorar, mas acredito que um dia esta história possa se reverter e passaremos a ser mais valorizados. Só porque não usamos jalecos e roupas brancas, não quer dizer que não somos profissionais da saúde.

 

 

Parabéns a Todos os profissionais de Educação Física pelo seu dia!!!

 

 

* Prof. MSc. e Coordenador do Curso de Educação Física da Faculdade de Fátima do Sul – FAFS.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico