Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 20 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Queda do dólar aquece mercado de trabalho no Paraguai

23 Mai 2007 - 05h15

A volta do turismo de compras na região de fronteira, principalmente em Pedro Juan Caballero, reflete, também, na geração de postos de trabalho no Paraguai. Tem muitos brasileiros cruzando a fronteira para trabalhar.

 

Depois de várias tentativas durante quase um ano procurando emprego em Ponta Porã, Roberto Russo resolveu atravessar a fronteira. Ele conseguiu o emprego que queria em um supermercado em Pedro Juan Caballero. “Cada dia está mais difícil conseguir emprego. A gente tem que procurar serviço do lado do Paraguai que está sendo nossa opção hoje em dia”, diz.

 

Este é apenas um exemplo de tantos outros que conseguiram emprego no País vizinho, depois da valorização do real frente ao dólar. A queda da moeda americana incentivou a retomada da economia e aumentou o fluxo de turistas dispostos a gastar na região de fronteira. Para atender a demanda foi preciso contratar mais.

 

E um dos motivos para o aumento do número de vagas no mercado de trabalho é o crescimento nas vendas. Desde 2003, quatro mil novos empregos foram criados em Pedro Juan Caballero. E a expectativa é que esse número aumente ainda mais até o final de 2007.

 

A aposta é principalmente dos setores que mais empregam do lado de lá da fronteira. Dois supermercados representam hoje a maior oportunidade de emprego na cidade vizinha. Em apenas um deles, 160 pessoas já foram contratadas desde o ano passado. Segundo o gerente Christian Mendoza, “com o crescimento nas vendas, vamos ampliar o mercado, e pretendemos contratar mais vinte ou trinta pessoas até o fim do ano”.

 

Desde 2003 o número de contratações aumenta 20% a cada ano, segundo dados da câmara de comércio do Paraguai. Um crescimento que só é possível por causa da queda do dólar.

 

 

 

TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS