Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 19 de dezembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
fronteira

Quatro pessoas são mortas a tiros e pauladas em Capitan Bado

Quatro pessoas de nacionalidade paraguaia foram encontrados mortos

10 Set 2013 - 11h25Por Dourados News

Quatro pessoas de nacionalidade paraguaia foram encontrados mortos, no final da tarde de sábado (7), dentro de um barraco em Ponte Curê, a cerca de 50 quilômetros de Capitan Bado, cidade paraguaia que faz fronteira com Coronel Sapucaia no Brasil.

De acordo com as informações do A Gazeta News, as vítimas foram mortas a tiros e possivelmente a golpes de pauladas.

Ainda conforme o site, os corpos foram encontrados em um barraco situado nas proximidades de uma aldeia indígena, onde as vítimas estavam alojadas para trabalhar na lavoura.

Morreram Alupio Gonçalves, seu filho, Victor Gonçalves, Natalidade Casco e Olídio Machado.

Um quinto homem, que seria de origem indígena, que estava alojado com o quarteto morto no barraco, desapareceu e segundo as informações, não está descartada a hipótese que seja ele o autor da chacina.

Os quatro paraguaios seriam residentes na colônia Aguara-Vevê, em Capitan Bado, mas teriam familiares na região da Vila Nova, em Coronel Sapucaia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

A QUE PONTO CHEGAMOS
Mãe mata o próprio filho após ser flagrada com amante pelo menino
MINÍSTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Tereza Cristina anuncia seis secretários para Ministério
FAMOSIDADES
Silvio Santos se pronuncia sobre polêmica com Claudia Leitte e reage a campanha feminista
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Sóstenes cometeu crime por amor a Luz
ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'