Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 20 de julho de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Qualidade de carne de MS é referência para outros estados

22 Jul 2010 - 17h02Por Dourados News

O Estado do Mato Grosso do Sul virou referência em qualidade da carne, por meio de seu programa de Boas Práticas (BPA), desenvolvido pela Embrapa, outro três estados brasileiros aderiram e consolida com uma receita que favorece a carne tornando um produto mais saboroso, nutritivo e suculento.

A fórmula começou há cinco anos quando a Embrapa Gado de Corte lançou o programa, e se solidificou o BPA no primeiro semestre desse ano. O programa tem por objetivo fortalecer o setor produtivo, aumentando a rentabilidade, preservando o ambiente e garantindo, na ponta da cadeia, um alimento saudável, seguro e saboroso.

De acordo com o pesquisador e coordenador do programa, Ezequiel Rodrigues do Valle, os produtores tiveram que adaptar a propriedade para oferecer ao animal água limpa. “Gado gosta de alimento nutritivo, saboroso, água limpa e fresca, sombra para aliviar o calor. E responde com perda de peso aos maus tratos, principalmente no transporte inadequado”, enfatiza.

Quando foi lançado o BPA, poucos admitiam que o projeto fosse concretizado. A questão do custo
pesou para o pessimismo, aliada a fatos anteriores. Valle afirma que as fazendas mais tecnificadas que aderiram ao BPA “saíram na frente, quase com custo zero, mesmo antes da fase alcançada este ano, que é a consolidação do programa”.

Para a tutora do Portal Educação, médica veterinária, Danielle Pereira, o estado dá exemplos de uma pecuária que busca o bem-estar animal e produtos altamente nutritivos. “Mato Grosso do Sul tem
investido em bem-estar animal e qualidade de vida para a população, oferecendo um produto de alta qualidade”, concluiu Pereira.

Hoje, 300 propriedades nos Estados de Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais e extremo Norte do País estão no programa. Em Mato Grosso do Sul, quatro fazendas já passaram por todas as fases. São a Maragogipe e Erechim em Itaquiraí; Primavera em Guia Lopes da Laguna e Souza Cuê, em Iguatemi.

Fases O treinamento aborda os pontos principais: gestão da propriedade, função social do imóvel rural, responsabilidade social, gestão ambiental, instalações rurais, manejo pré-abate e bons tratos ao rebanho, formação e manejo de pastagens, suplementação alimentar, identificação animal, controle sanitário e manejo reprodutivo. Com tais conhecimentos, reduzem-se riscos trabalhistas e ambientais, além de melhorar a qualidade da carne e do couro. Na fase final, a fazenda recebe um certificado da Embrapa Gado de Corte, que endossa o que interessa ao mercado, a qualidade da carne.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VICENTINA SENDO REPRESENTADA NO RJ
Vicentina será representada no Internacional de Masters South América de Jiu-jitsu no Rio de Janeiro
POLITICA
'Falar que passa-se fome no Brasil é uma grande mentira', afirma Bolsonaro
NOVELA GLOBAL
Maria da Paz se recusa a enxergar caráter de Josiane em 'A dona do pedaço'
REGIME SEMIABERTO
Goleiro Bruno deve sair da cadeia no fim da tarde desta sexta-feira
CASO RARO
Bezerro de seis patas chama atenção moradores de Santa Helena – Veja Vídeo
MONSTRUOSIDADE
Vizinho é preso suspeito de estuprar e estrangular menina de 8 anos
CASA PRÓPRIA
Recurso de R$ 1 bilhão é destinado ao Minha Casa, Minha Vida
VIDA SAUDÁVEL
Homem mais velho do Brasil falece no Rio de Janeiro
BASTA DE IMPRUDÊNCIA
Enlutada pelas mortes, população deixa faixa contra imprudência na PR-082
VIOLENCIA
Motorista atropela manifestantes do MST e mata um idoso