Menu
SADER_FULL
terça, 16 de outubro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Puccinelli faz campanha de madrugda no Ceasa em Campo Grande

13 Jul 2010 - 16h41Por Fátima News com assessoria

O governador André Puccinelli, candidato à reeleição, visitou hoje de manhã, por volta das 5h30min, os produtores e atacadistas da Central de Abastecimento de Mato Grosso do Sul (CEASA/MS). Durante cerca de três horas, ele falou com centenas de trabalhadores“Foi uma honra receber sua visita, pois como prefeito, ele já fez muita coisa por nós”, afirmou o presidente da entidade, Jaime Balejo.

 

 

No local, trabalham 180 produtores rurais, 70 agricultores familiares e 43 atacadistas comerciantes. Jaime lembrou que quando André administrou Campo Grande, pavimentou a entrada do Ceasa e foi responsável em levar patrulha mecanizada para vários distritos rurais. “Ele socializou os assentamentos”, afirmou.

 

 

Ao pedir votos para os trabalhadores do Ceasa, André acabou encontrando Augusto Torres de Oliveira, 63 anos, que conheceu em Fátima do Sul. “Conheço muito bem o André. Ele atendeu dois filhos meu. Ele continua o mesmo e merece continuar governador por tudo o que ele fez. O que ele fala, ele faz”, afirmou o produtor agrícola.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

HORARIO DE VERÃO
Início do horário de verão não será adiado, informa o Planalto
IBOPE PARA PRESIDENTE
Ibope para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%
ASSASSINATO
Rapaz agride avós de adolescente que não quis namorar com ele; avó morreu
TRAGEDIA NA RODOVIA
Carro ocupado por sete pessoas se envolve em acidente; cinco morreram
REVOLTANTE
Menina de 11 anos é estuprada por detento ao visitar irmão em presídio
ACIDENTE FATAL
Douradense morre em acidente no RS
REALITY SHOW
A Fazenda 10: Ana Paula é eliminada e se manifesta contra Bolsonaro
FACÇÃO CRIMINOSA
Decapitada por Satã do PCC, jovem morreu por exigir respeito após roubo de chinelo
REVISTA VEJA
Pesquisa: Bolsonaro tem 54% dos votos válidos; Haddad, 46%
A FAZENDA
Fazendeiro Evandro Santo gera nova punição