Menu
SADER_FULL
quinta, 19 de setembro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA PORTUGUESA
Brasil

Público embala no ritmo latino na primeira noite do Festival

18 Set 2004 - 10h31
O ritmo latino, reverenciando Mercedes Sosa, Violeta Parra e Pablo Neruda, abriu a programação de shows do Festival da América do Sul em Corumbá, na noite de ontem (17), com a presença no pavilhão armado no porto-geral da cidade da chilena Isabel Parra e os argentinos Celeste Carballo e Facundo Ramirez. Foram quase três horas de espetáculo, com a tenda parcialmente lotada nas arquibancadas. As cadeiras, no centro, foram todas ocupadas.

O governador Zeca do PT assistiu as duas apresentações, da tribuna armada ao fundo do palco, ao lado do senador Delcídio do Amaral, secretários e convidados. Ele disse, ao final, que depois de visitar as exposições de artistas de vários países latinos, no Instituto Luiz de Albuquerque (ILA) e assistir aos shows, não ter mais dúvidas que o festival refletirá o momento de euforia por que passa a América Latina e “seu desejo incontido de unidade, cuja construção passa pela integração física”.

Zeca deixou o pavilhão às 23h50 e retornou a Praça Generoso Ponce, na parte alta da cidade, onde se apresentaram os músicos brasileiros Jica y Turcão, seguido do Ballet Folclórico Luque Poty (Paraguai). Durante rápida caminhada pelo local, entre visitas aos stands de artesanato dos países presentes ao festival e fotografias com populares, o governador conheceu um torcedor botafoguense, como ele, Adão Correia, funcionário público. “Nosso time tem estrela”, brincou.

Bossa nova - A chilena Isabel Parra subiu ao palco com a filha Tita e o neto Antar para um show acústico, interpretando canções próprias e da mãe, Violeta Parra, uma das homenageadas pelo festival, assim como Mercedes Sosa, que cancelou sua vinda a Corumbá por problemas de saúde. Ao começar o show, Isabel pediu mais luz no palco. “Nós cantamos em família”, disse. Suas canções emocionaram o público, cantando algumas vezes em dueto com a filha.

Os acordes do trio chileno lembraram vagamente, em algumas canções, a bossa nova brasileira, ritmo que ficou patente durante o show dos argentinos Celeste Carballo e Facundo Ramirez e a banda da contemporânea Mercedes Sosa. Ao final do show deste grupo, a chilena Isabel Parra voltou ao palco para, junto com Celeste, cantar as antológicas Volver a Los 17 e Gracias a La Vida. Foi um dos momentos mágicos da primeira noite do Festival América do Sul.
 
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO BELO RESORT
Atenção Escolas, o Campo Belo Resort é o lugar perfeito para receber grupo escolar, VEJA COMO
FÁTIMA DO SUL - CACAU SHOW
Surpreenda quem você ama com lindas cestas na Cacau Show de Fátima do Sul
FALAM EM MILAGRE
Túmulo que verte água em cidade do Paraná intriga moradores. Não há explicação
ABUSO SEXUAL
Líder religioso é preso acusado de estuprar 14 adolescentes
NOVELA GLOBAL
Em 'A dona do pedaço', Maria da Paz e Amadeu salvam a vida de Chiclete após atropelamento
+ ALTA
Petrobras eleva preço da gasolina em 3,5% e do diesel em 4,2%
MILIONÁRIOS
Bolão de funcionários da liderança do PT na Câmara ganha R$ 120 milhões da Mega-Sena
CAMPEÃO COPA DO BRASIL
Athletico-PR derrota Internacional e é campeão da Copa do Brasil
FAMOSIDADES
Antes de beijos em boate,Anitta convidava bailarina para apimentar relação com Scooby
AFRONTA
Modelo brasileira posa nua e quase é presa na Coreia do Norte