Menu
SADER_FULL
quarta, 21 de agosto de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

PSDB recua e desiste de acionar Marta e Lula na Justiça

21 Set 2004 - 07h13
Depois de informar que iria à Justiça Eleitoral contestar a participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na inauguração de uma obra em São Paulo, neste sábado, o PSDB recuou e decidiu transferir ao Ministério Público a responsabilidade de uma eventual ação.

"Na nossa avaliação, o presidente Lula excedeu. Essa é a avaliação política. A avaliação jurídica é que nós achamos que o mais adequado seja uma avaliação preliminar no Ministério Público para não dar a impressão de que nós estamos fazendo algo que não seja propriamente a disputa eleitoral", disse o deputado Walter Feldman, um dos coordenadores da campanha do tucano José Serra.

Pela manhã, o partido havia informado que iria pedir a cassação do registro de candidata de Marta Suplicy (PT) e imposição de multa a Lula, que participou da inauguração do novo trecho da avenida Radial Leste e pediu votos para a prefeita, que tenta a reeleição.

Feldman nega que tenha havido um recuo do partido e afirmou que, desde o início, a idéia era encaminhar o caso ao Ministério Público, mas fora informado pelo setor jurídico do PSDB de que o caminho técnico-jurídico mais adequado seria a entrada na Justiça Eleitoral.

De acordo com ele, o partido não quer passar imagem pública de que pretende utilizar outros instrumentos para ganhar as eleições que não sejam a disputa nas urnas.

"Não podemos deixar a idéia de que uma ação [judicial] nossa mostra qualquer tipo de preocupação em relação à disputa eleitoral. Aí se confunde uma ação eleitoral com ação de fiscalização e a interpretação da sociedade pode ser esta. Mas também não podemos deixar de alertar que nosso presidente excede na conduta, no comportamento."
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATALIDADE
Menina de 7 anos é atacada por pitbull e morre na casa dos avós
CRIMINOSO FORAGIDO
Ataque com machadinha deixa alunos e professora feridos em escola
POLEMICA II
Após polêmica, deputado diz que não existe PL de poliamor ou casamento entre mães e filhos
CONFISSÃO
Filhos investigam e descobrem que pai matou a mãe há 37 anos
MAL SUBITO
Policial militar tem mal súbito e morre no mesmo dia que descobriu que seria pai
NOVELA GLOBAL
Régis oferece vender loja para dar dinheiro a Maria da Paz em 'A dona do pedaço'
POLÊMICA
Vale Tudo: projeto libera casamento entre mães e filhos e revolta MS
100 VERBAS
Emissão de CPF e restituição do IR podem ser suspensas pela Receita
100 PENA
'Não tem que ter pena', diz Jair Bolsonaro sobre uso de atirador de elite após sequestro de ônibus
ACIDENTE TRÁGICO
Morte de três profissionais em acidente comove a cidade