Menu
SADER_FULL
sábado, 20 de abril de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Proposta de Lula contra fome é criticada pelos EUA

21 Set 2004 - 07h10
A proposta do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de taxar as transações financeiras internacionais e o comércio de armas pesadas para gerar um fundo de combate à fome e à pobreza no mundo foi criticada ontem no debate Dimensão Social da Globalização, em Nova York, pela ministra da Agricultura dos Estados Unidos, Ann Veneman. Ela classificou as sugestões de "irrealistas e antidemocráticas".

"Impostos globais são inerentemente antidemocráticos e sua implementação é impossível", disse Veneman, que representou o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, no encontro. Conforme o jornal O Estado de S.Paulo, para a ministra, o relatório apresentado por Lula e produzido em conjunto entre Brasil, Chile, França e Espanha, dá muita ênfase a impostos globais para levantar recursos externos.

O presidente minimizou as críticas de Veneman e atribuiu-as à proximidade das eleições nos EUA, marcadas para 2 de novembro, nas quais Bush é candidato à reeleição. "Estamos nu momento rico de eleição e, quem sabe, quando chegar em 2005, a gente vai perceber que as coisas que pareciam impossíveis serão totalmente possíveis", afirmou Lula ao jornal.

Já o presidente da França, Jacques Chirac, reagiu com indignação às críticas de Veneman. "Por mais fortes que sejam os Estados Unidos, não podemos imaginar uma resistência durável e vitoriosa a uma iniciativa aprovada por 110 países - e logo vão passar a 150 - que estão criando um movimento político totalmente novo", afirmou. Chirac também atribuiu as críticas ao momento eleitoral.

Apesar dessas críticas, Lula deverá repetir hoje, no discurso que fará na abertura da 59ª Assembléia-Geral das Nações Unidas, muitas de suas posições sobre o combate à fome e à miséria. Ontem, Lula afirmou que 110 líderes mundiais já assinaram a Declaração de Combate à Fome. "Não tenho dúvida que com a presença de todos vocês nessa reunião, os pobres do mundo começam a ter mais esperança que vamos derrotar a fome e a miséria", afirmou. A Assembléia-Geral da ONU terá como tema a construção da paz.

Conforme o jornal, o presidente deverá afirmar que, com o ódio e a insensatez aumentando no mundo, é preciso uma nova ordem política, social e econômica para derrotar a violência e o terror global. Lula dirá que o caminho da paz passa pelo combate à fome e à pobreza.

 

Terra

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - DICA AGÊNCIA ECO TOUR
Confira agora os 5 passeios mais românticos de Bonito (MS)
EM ÁUDIO VAZADO
Em áudio, Onyx diz que governo deu 'uma trava na Petrobras', caminhoneiros podem ficar sossegados
EMOÇÃO E RECOMEÇO
Mãe e filho se reencontram em hospital após desabamento de prédios
ACIDENTE FATAL
Três morrem em explosão provocada por vazamento de botijão de gás
NOVA PARALISAÇÃO
Ala dividida de caminhoneiros falam em greve no próximo dia 29 em todo o Brasil
CAMPO BELO RESORT - PARAÍSO É AQUI
Com noite Árabe e Italiana, PACOTE do dia 03 a 05 de maio já disponível para o Campo Belo Resort
NEGLIGÊNCIA FUNCIONAL
Menino de 12 anos foge de casa, burla esquema de segurança e embarca em avião
DEU RUIM
Vítima reage e mata assaltante que tentava roubar camioneta em Toledo – ASSISTA VÍDEO
PAI MONSTRO
Pai é preso suspeito de estuprar e engravidar a filha de 11 anos
15 METROS DE ALTURA
MILAGRE – Menina de um ano que caiu do 4º andar de prédio não sofreu nenhuma fratura