Menu
SADER_FULL
domingo, 24 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Promoção Social valoriza o esporte milenar

11 Ago 2004 - 08h47

A Prefeitura de Deodápolis através da secretaria municipal de Promoção e Assistência Social, sob o comando da primeira-dama e secretária, Maria das Dores de Oliveira Viana, realizou no dia 07 de agosto no CCI (Centro de Convivência de Idosos) do município, a troca de faixas dos alunos que freqüentam a Escolinha de Judô, com aulas ministradas pelo professor e judoca faixa preta Edgar Yamato.

A Escolinha de Judô mantida pela secretaria municipal de Promoção e Assistência Social tem como base principal alunos que estão cadastrados no Peti (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil), que participam assiduamente das aulas ministradas pelo professor. Das crianças e adolescentes inscritos no Peti, 15 delas freqüentam aulas de judô, esporte considerado como uma das ‘artes marciais’ e de tradição milenar, inclusive dado a sua significativa importância a nível mundial, tornou-se reconhecido pelo COI (Comitê Olímpico Internacional) e centenariamente faz parte das Olimpíadas, ‘o maior espetáculo esportivo do globo terrestre’.

Segundo a secretária de Promoção Social, Maria das Dores Viana, “no atual governo municipal todas as modalidades esportivas tem sido respaldadas”, disse a secretária, afirmando ainda que, “o esporte é saúde para os nossos jovens, é o momento de descontração, lazer e entretenimento nos momentos ócios”, conclui Maria Viana.

No evento ocorrido dia 07, vários judocas trocaram de faixas, entre as mudanças foram trocadas e repassadas faixas nas cores, cinza, azul e amarelo. Para Valdinete da Silva, diretora do Peti, “o judô é um esporte saudável e acima de tudo praticado e conduzido com determinação e grande disciplinaridade”, constata a diretora. Já o professor e judoca faixa preta, Edgar Yamato afirma que o “judô é um esporte conjugado seriamente com as regras e a disciplina, podendo até mesmo servir como um instrumento de defesa físico-corporal, porém, jamais utilizá-lo para contra-golpear o semelhante sem a justa necessidade de defesa”, resume o professor.
 
 
Fátima News / Demerval Nogueira

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico