Menu
SADER_FULL
domingo, 20 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Projetos geram polêmica na Câmara de Glória de Dourados

13 Jun 2007 - 09h10
Manifestação popular, durante a sessão ordinária de segunda-feira, 11, na Câmara Municipal de Glória de Dourados, devido a votação da “quebra” de veto do Executivo a dois projetos de leis, de autoria do Legislativo, provocou o encerramento da reunião, uma hora após o início. Na sessão, os vereadores deveriam votar sobre o veto da prefeita Vera Regina Dalcin Baur a dois projetos da Câmara, que alteram a denominação de duas escolas municipais de Glória de Dourados.
O primeiro projeto, de autoria do presidente Carlão Denadai, dispõe sobre a alteração do nome da atual escola municipal 2 de Maio (data de emancipação político-administrativa do município), para “Padre Roberto Fulco do Nascimento”. O homenageado, conforme justificativa do vereador, natural de Caçapava do Sul (RS), chegou em Glória de Dourados, em 1959, como vigário da paróquia Nossa Senhora da Glória. Além de várias obras religiosas desenvolvida no município, Fulco participou, ativamente, da vida política do município, sendo eleito prefeito de Glória de Dourados, em 1970. Como administrador municipal, desenvolveu diversas obras, entre elas a instalação do Armazém da Cibrazem; construção das praças Castelo Branco e Pedro Pedrossian; criação de escolas municipais rurais; implantação da eletrificação urbana; criação de cooperativas; instalação da agência do Banco do Brasil e a construção do antigo estádio municipal.
O segundo, de autoria do vereador Elmo de Assis Corrêa, muda o nome da escola municipal Marinha do Brasil, que passa a chamar-se escola “Yasuo Morishita”. Conforme Elmo, o homenageado é natural de Wakayama, no Japão. Morishita deixou o país de origem em 1953, mudando-se para a 3ª linha, poente, na época, ainda município de Dourados. Mudou-se para o distrito de Vila Glória, em 1960, onde permaneceu até a morte, ocorrida em 25 de abril de 2006.
Além de renomado empresário e agropecuarista, Yasuo seguiu a carreira política, fazendo parte das fileiras da Arena, PDS, PMDB, PSDB e PL. Foi vice-prefeito, no período de 1973 a 1977, no mandato do prefeito Deodato Leornado da Silva. Ainda, vice-prefeito na gestão de Claudinei da Silva, em 1989. Nessa ocasião, Claudinei renunciou ao mandato para concorrer a uma vaga na Assembléia Legislativa, quando Morishita assumiu a prefeitura, em 31 de março de 1990, até dezembro de 1992. Também, ocupou outros cargos públicos, entre eles, chefe de Gabinete. E fez parte de várias entidades e clubes de serviço no município.
Aprovados em sessões da Câmara, os projetos foram vetados pela prefeita, que devolveu ao Legislativo, acompanhados de uma carta justificativa e abaixo assinado, com assinaturas de professores, pais e alunos das escolas. Em sua justificativa, Vera Baur alega que a alteração dos nomes acarretará prejuízos às escolas, entre outros, quanto à burocracia referente a convênios já firmados com o governo, como por exemplo, o transporte escolar. Ainda, a tradição dos atuais nomes das escolas, já inseridos na sociedade local, principalmente, entre professores e alunos.

POLÊMICA

Na sessão de segunda-feira, através de votação secreta, foi derrubado o veto contra o projeto de Carlos Denadai, que altera o nome da escola 2 de Maio. Assim, o presidente da Câmara sancionou a lei municipal e a escola passa a chamar-se “Padre Roberto Fulco do Nascimento”.
Com este resultado, teve início a manifestação do público em plenário, o que ocasionou o cancelamento da sessão. Ao Diário MS, ontem, Denadai confirmou que na próxima reunião ordinária, prevista para segunda-feira, 18, a Câmara deverá votar o veto do Executivo ao projeto do vereador Elmo Corrêa, que altera a denominação da escola 2 de Maio, para “Yasuo Morishita”.
 
 
 
Diário MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS