Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 22 de abril de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Projeto que combate exploração sexual em MS é aprovado em 1ª votação

10 Jun 2010 - 18h13Por Mídia Max

Projeto de Lei nº 228/09 de autoria do deputado estadual Paulo Duarte (PT), que combate o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes em Mato Grosso do Sul, foi aprovado em 1ª discussão nesta quarta-feira (09/06) na Assembleia Legislativa. O projeto, que ainda será apreciado em segunda votação, prevê o combate à exploração sexual por pessoas jurídicas titulares de benefícios ou incentivos fiscais.

De acordo com o projeto, as empresas que recebem incentivos fiscais do governo do Estado e que possuem um número de empregados superior a 50, trabalhando direta ou indiretamente, devem capacitar seus funcionários, periodicamente, para que sejam capazes de identificar o crime de exploração sexual de crianças e adolescentes, além de informá-los sobre os mecanismos de denúncia no município ou região em que se encontram. A lei se aplica também a empresas que recebem Incentivo Especial à Interiorização dos Empreendimentos Econômicos Produtivos e de Benefícios Adicionais ou Especiais, previstos nos artigos 13 e 14 da Lei Complementar nº 93, de 5 de novembro de 2001.

A capacitação dos funcionários deverá ser realizada semestralmente ou a cada vez que o quadro de pessoal da empresa aumentar, em pelo menos, 25 novos empregados, prevalecendo o que ocorrer primeiro. Para ministrar a capacitação, as empresas deverão convidar representantes do Conselho Tutelar do município e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. A fiscalização do cumprimento da lei deverá ser realizada anualmente por servidores técnicos da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social.

Segundo Duarte, no Estado, como é amplamente divulgado pelos meios de comunicação, os casos de exploração sexual infantil ocorrem, em sua grande maioria, nos municípios com forte atividade turística, nas regiões onde existem destilarias de álcool e plantações de cana-de-açúcar e em grandes canteiros de obras, e que parte considerável das grandes empresas que se enquadram nesse perfil é titular de benefícios ou incentivos fiscais. “Por esse motivo o Poder Público deve estabelecer políticas de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, que envolvam essas empresas e seus empregados”, disse o parlamentar.

O projeto prevê ainda que, as empresas deverão afixar em locais visíveis de suas dependências e alojamentos o número do telefone do “disque denúncia” de exploração de crianças e adolescentes. A empresa que descumprir a lei terá seu benefício ou incentivo suspenso ou cancelado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

100 LUZ
Giselle Itié lamenta a morte de outro ex-namorado em apenas três meses
CENSURADO
Video com ataques de Olavo a Militares é excluido das Redes de Bolsonaro
DOENÇA DO SÉCULO
Yasmim Gabrielle, do ‘Programa Raul Gil’, se suicida após depressão
FATALIDADE
Bebê morre após ser esquecida pelo pai por três horas dentro do carro
IRRESPONSABILIDADE
Bebê de 1 aninho entra em coma alcoólico após pai dar cachaça com refrigerante
BONITO - MS - DICA AGÊNCIA ECO TOUR
Confira agora os 5 passeios mais românticos de Bonito (MS)
EM ÁUDIO VAZADO
Em áudio, Onyx diz que governo deu 'uma trava na Petrobras', caminhoneiros podem ficar sossegados
EMOÇÃO E RECOMEÇO
Mãe e filho se reencontram em hospital após desabamento de prédios
ACIDENTE FATAL
Três morrem em explosão provocada por vazamento de botijão de gás
NOVA PARALISAÇÃO
Ala dividida de caminhoneiros falam em greve no próximo dia 29 em todo o Brasil