Menu
LIMIT ACADEMIA
quinta, 18 de outubro de 2018
SADER_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Projeto proíbe venda de energético em posto de gasolina

2 Jul 2004 - 17h47
A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio está analisando o Projeto de Lei 3541/04, do deputado Joaquim Francisco (PTB-PE), que proíbe a venda de bebidas energéticas em lojas de conveniência de postos de gasolina. Os energéticos contêm em sua fórmula ingredientes como cafeína, taurina, inositol e glucoronolactona que são estimulantes.

Redução de acidentes
O deputado explica que essas bebidas são consumidas por jovens e pessoas que querem afastar a sensação de cansaço e de sono. Atualmente, há no mercado diversas marcas de bebidas energéticas e o consumo desses produtos mostra tendência ao crescimento, fenômeno que tem despertado a preocupação de nutricionistas e de outros profissionais da saúde envolvidos com alimentação. "Medidas como as que estamos propondo podem contribuir para minimizar os riscos de acidentes de trânsito, ao dificultar o acesso e o consumo de substâncias estimulantes por parte dos motoristas", argumenta o autor.
 
Agência Câmara

Deixe seu Comentário

Leia Também

RETA FINAL
'Segundo sol': Antes de ir para a cadeia, Luzia pede: 'Continuem procurando por Remy! Ele está vivo!
CASO LETICIA
Adolescente morta a facadas contou a amigos que pai estuprou a tia na sua frente:'Tinha quatro anos'
MOTIVO FUTIL
Camera ajuda na indentificação de Homem que confessa ter matado mulher após falhar na "Hora H"
A CASA CAIU
Rapaz é agredido pelas sete namoradas que descobriram traição
SEGUNDO SOL
Beto confronta Karola: 'Você roubou a vida de outra mulher'
DEFICITÁRIAS
Correios fecham 02 agências no MS e 39 no país
VICENTINA - LEILÃO ELETRÔNICO
Justiça realizará leilão eletrônico de imóveis urbanos e trator de VICENTINA
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Conclusão do Comperj deve gerar 8 mil vagas em 2019
LUTO NO JORNALISMO
Morre Gil Gomes, jornalista policial, aos 78 anos, em São Paulo
SELEÇÃO BRASILEIRA
Brasil vence a Argentina com gol de Miranda nos acréscimos e conquista o Superclássico