Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 17 de junho de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Projeto prevê adicional de periculosidade a vigilantes

6 Ago 2004 - 14h33
O vigilante que portar arma de fogo poderá receber um adicional de 30% sobre o salário, se o Projeto de Lei 3905/04, de autoria da deputada Teté Bezerra (PMDB-MT), for aprovado pelo Congresso Nacional. A parlamentar ressalta que a Consolidação das Leis do Trabalho (Decreto-Lei 5452/43) já concede um adicional de 30% sobre o salário dos empregados que trabalham com explosivos, inflamáveis e eletricidade "Não se justifica a exclusão daqueles que portam arma de fogo em função da sua atividade profissional, caso específico dos vigilantes", argumenta Teté Bezerra. "A periculosidade dessa atividade é incontestável", complementa.

Trâmite
A proposição aguarda definição do relator na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público. Em seguida, será analisada também pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Como tramita em caráter conclusivo, o texto poderá ser encaminhado ao Senado Federal sem passar por votação no plenário da Câmara.
 
 
Agência Cãmara

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSIDADES
Homem discute com mulher e mata bebê de quatro meses
SOLIDARIEDADE
Bebê nasce sem os olhos e mobiliza cidade do Paraná
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai mata filho de quatro anos e se mata por não aceitar fim do relacionamento
ASSASSINATO
Marido da deputada é morto a tiros
MULHER DO PRESIDENTE
Esposa de Jair Bolsonaro cai na internet, fotos íntimas são exibidas e todos ficam sem acreditar
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados
VENENOSA
Agricultor é picado por cobra jararaca
FORÇA DE VONTADE
Advogado que pedia emprego na rua é contratado e ganha pós-graduação
CASO DE POLÍCIA
Filho mata a mãe e rouba seu cartão para comprar cocaína
EQUIPARADO AO RACISMO
Agora Homofobia é crime, STF criminaliza